domingo, 29 de abril de 2012

Ora bolas

Ainda não é desta que o J.J. vai cortar a trunfa e deixar de mascar chicla como se fosse um puto.

Constatação alimentar

É incrível a quantidade de comida que um miúdo de 10 anos consegue comer. E no entanto, não revela tendência para engordar. Como diz o outro adulto cá de casa: "Deixa-o, está a botar corpo", expressão a que acho imensa piada.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Dúvidas, muitas dúvidas

Às vezes, tenho receio de ser dura demais com ele. São apenas distracções próprias da idade que ele paga caro.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Lá diz o velho ditado

"Em Abril, águas mil." Por enquanto ainda não me chateia, apesar do cabelo encarapinhado logo após a lavagem.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Tenho mais que fazer

Literalmente.
Contudo, a imprevisibilidade que por vezes me caracteriza poderá fazer com que regresse já daqui a 5 minutos. Até porque gosto mais disto do que de chocolate.
Ou não.

sábado, 21 de abril de 2012

Confissão Consumista

Nunca entrei no El Corte Inglês. Não perco nada, pois não?

Segredos - XXIII

Há um segredo meu publicado no Shiuuuu. Pois se não o fosse, seria publicado aqui.

Hábitos - II

Este é mau, eu sei. Espremo borbulhas, pontos negros e tudo o que possa ser uma leve protuberância à flor da pele. Não consigo resistir e gosto do barulho que aquele rápido "ploc" faz. Nojento, eu sei.

Segredo desvendado

Andava eu intrigadíssima com um contacto que de vez em quando aparecia na minha lista do Gmail e eu não sabia quem era a pessoa nem porque carga de água lá tinha ido parar, visto nunca ter recebido correio daquela conta. Afinal de contas era a rapariga italiana que vive nos States e com quem eu já passei horas e horas e dias e meses a teclar, há muitos anos atrás. Isto realmente!! Tudo porque ela lá abriu a conta de correio que sempre lhe conheci e conseguimos deslindar a coisa e ainda dar umas gargalhadas valentes quando lhe disse quem eu pensava que era a "Pink Manta".

quinta-feira, 19 de abril de 2012

A troca e o empréstimo a meio ano

Hoje manuscrevi uma carta informal a um estranho. Hoje enviei a esse estranho um livro. Espero agora pela volta do correio. O combinado foi que os livros emprestados fossem devolvidos no prazo de meio ano. E é isto mesmo que vai acontecer: 2 estranhos a respeitarem prazos de entrega, envolvidos numa permuta livresca que, espero, seja do agrado de ambos. Porque os livros não servem apenas para apanhar pó.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Irritações - XIII

Dias ventosos, sejam chuvosos ou solarengos, como o de hoje! Põem-me os cabelos em pé, literalmente!

As minhas minorias


Diz-se que a malta jovem tem uma predisposição quase inata para lidar com jogos virtuais, entretenimento online, informação recebida e transmitida via PC e outros gadgets.  Pois eu tenho uma minoria de alunos - estamos a falar de malta com idades compreendidas entre os 15 e os 19 anos - que, à excepção do uso de telemóveis (devem ter nascido com um agarrado à mão, a julgar pelo uso constante que dele fazem 24/7), questionam-se acerca do mesmo. Afirmam não ter conta no facebook, não sabem sequer o que é o twitter e o HI5 já era. Dizem mesmo não ter conta de correio electrónico, recorrendo à dos amigos para enviar trabalhos, e isto surpreende-me. Ainda bem que existem pessoas assim, que dão mais valor ao contacto pessoal do que às inovações tecnológicas da realidade em que vivem. Será uma questão de "deixai-os crescer" ou manter-se-ão assim, conscientemente desinteressados?

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Cerveja e anúncios

Eu não gosto de cerveja de nenhuma marca. Gosto de ver publicidade. E gosto da maior parte da publicidade que a Super Bock decide exibir em outdoors por esse país fora. São originais, brincam com o sentido das palavras, são acompanhados por imagens sugestivas da época do ano, da cidade onde estão localizados. Mas não gosto nada da que passam na TV, daquele vídeo nada original da miúda  "MM" de vestido amarelo que esvoaça quando passa por cima duma conduta de ar. E a cara de parvo dos homens babados e embasbacados que a apreciam, de lado, de trás e de baixo para cima é de um mau gosto atroz. A do segundo, então, até mete pena. 

Dúvida blogosférica

Vossas excelências não ficam no mínimo intrigados e curiosos acerca do que tem andado a fazer na vida um certo / uma certa blogger quando esta pessoa não escreve durante uns tempos? Eu faço uns filmes do caraças!

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Hábitos - I

A primeira zona a que me dirijo, quando vou ao hipermercado, é a dos livros. E é rara a vez em que não trago um para casa, nem sempre para os meus olhos e a minha mente.

O MEU DIA FAZ JUS AO NOME

Fora de casa com a chave por dentro. £30 euros a voarem em menos de 2 minutos. E ainda só são as horas que são. Pseudo, vai com calma!

quinta-feira, 12 de abril de 2012

O Barclays é um bom companheiro, o Barclays é um bom companheiro, ...

Se não estou enganada, recebo 2 SMSs mensais destes senhores simpáticos que insistem em oferecer-me até €3500 na minha conta à ordem. Para quem nem sequer tem conta no banco destes senhores, eu acho esta oferta bastante generosa. E nestes tempos em que o dinheiro não abunda, eu acho que até é de aproveitar, ou não?

Tiques - III

Quando estou embrenhada numa tarefa que me agrada, alheada de quem está perto, ponho a língua de fora, de lado. Não me dava conta de que fazia isto até alguém me perguntar porque é que o fazia.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Não sei o que destacar do dia de hoje

-Se a sorte que tive em não ter visto rebocado o carro que conduzia hoje, que nem era meu, o que causaria um grande imbróglio, ao qual o mais-que-tudo respondeu "e era muito bem feito se tivesse acontecido".
-Se o espanto que senti por o meu filho ter contado, com a maior das naturalidades, que na aula de informática googlou a palavra "prostituição" e aparecerem várias fotos, uma delas mostrando "dois homens nus e um metia o pénis no buraco do outro".

AI!

Não resisti!


增加了胸部

terça-feira, 10 de abril de 2012

Segredos-XXIII

Eu partilho um segredo com o Ricman sobre algo que escrevi aqui, dizendo que não faria tal tão cedo. É só mais uma prova de que nunca se deve dizer nunca.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Constatação electrónica

Os chineses estão a invadir a minha conta de correio. Será que estão a tentar substituir todo o anterior spam que era ou relacionado com a venda de comprimidos azuis ou com o jogo online? Nunca saberei, a não ser que aprenda Mandarim, o que não faz parte dos meus planos de vida.

Sermão pascoal

Então hoje lá chegámos a casa pouco antes da 1 da manhã, depois de um convívio bem passado, onde não faltaram comida, bebida e 8 crianças dos 18 meses aos 10 anos.  Acordámos todos (à excepção do meu progenitor) bem perto das 11, com pouca vontade de fazer o que o dia nos reserva. Mas lá pusemos mãos à obra. Estava eu a lavar a loiça do almoço e o meu progenitor a ajudar quando ele se sai com um raspanete, por ontem ter ficado à nossa espera até à meia-noite e não o termos avisado de que íamos chegar tarde. Já nenhum de nós tem propriamente 16 anos! Para que mais é que eu estarei guardada hoje, hein?

sábado, 7 de abril de 2012

Constatação geográfica


O monte estava no mesmo sítio, a 1070 metros de altitude, um frio de cortar a respiração e um céu nublado, a prometer chuva que não chegou a cair. Do sopé não se via o cume, do cume não se via o sopé. No cume, foi testada a existência do eco. Existe mesmo. Cheguei ao sopé a bufar que nem uma desalmada. Um chegou com uma sapatilha molhada, pois quis divertir-se numa poça de água. O outro chegou zangado com anterior por este se ter divertido a molhar os pés. Chegámos todos cá abaixo com uma fome de leão e uma sede do caraças. E passados cerca de trinta minutos, estávamos a almoçar na Escola, de cuja ementa, escrita num quadro de ardósia verde, não constam pizzas nem hambúrgueres; apenas pratos típicos da região. No local, estava exposta a página 17 do Diário Popular dum dia de Setembro de 1977, bem como um mapa mundo onde se assinalavam as antigas colónias. Apenas destoou o aparelho de ar condicionado, especialmente porque a sala tinha uma lareira enorme num canto. Sítio giro, a visitar novamente.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Não me ocorre nada para o título

Ou de como "o tempo já não é o que era" - escreve o Tio.

Há cerca de semana e meia era quase verão na outra terra. Por causa disso, não me precavi com os cachecóis, carapins, casacos e afins (olha, rimou). Portanto, fui desencantar o meu casaco de lã grossa, comprado no Gerês  há mais de uma década, e tem sido o que me tem valido. Apesar de a cor já não ser a original, o objectivo da peça mantém-se intacto. Só não durmo com ele porque parece mal. E que saudades do meu gorro ainda imaculadamente branco, que amanhã irá fazer-me tanta falta na serra ali ao lado. Não, não é a da Estrela. Há por lá demasiada gente nesta altura. E eu gosto muito de sossego e pouco de multidões.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Esta é para a vizinha da outra banda

Sabendo que hoje recebi a visita de uma avó, três mães, uma tia, duas filhas e um filho, quantas pessoas poderão ter aparecido?

Irritações - XII

A verbalização pelos adolescentes e jovens de linguagem usada em SMSs e conversas de chat. "lol" é um desses vocábulos que oiço no dia-a-dia quando até há pouco tempo era apenas uma sigla em discurso escrito. "Grande LOL" é ainda mais irritante.

terça-feira, 3 de abril de 2012

1111 - Adivinha literária

Tem quatro na capa, os mesmos na lombada,
De autor chileno, já falecido,
Que não deixou obra inacabada.
Sei que não darei o meu tempo por perdido.

They've just made my day!

Quem é que não se sentiria orgulhosa de estar no meio de tão ilustres senhoras? O que eu me ri quando vi isto, Catherine! Continuo a desconfiar que a mencionada é parente próxima da da direita!

Segredos - XXII

Estive em Lloret D'el Mar e portei-me muito mal. Felizmente, a única consequência visível for ter testado a impermeabilidade dos sofás da sala de jantar, precisamente no domingo de Páscoa, um dia após o regresso.

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Não faltam novidades

Sempre que passo uma temporada mais longa do que um simples fim-de-semana aqui, sinto-me como uma estranha na sua cidade-natal: mudam os sentidos do trânsito, ruas de dois sentidos passam a ser só de um, obras nos jardins públicos que tinham sido submetidos a obras há menos de 5 anos, lojas de roupa onde antes havia um talho, um cartório onde antes tinha sido a biblioteca municipal, e esta, a mais recente, num edifício moderno, cinzento, de linhas rectas, com muita pedra, bonito por fora e ainda algo vazio e com aspecto de novo por dentro, quando afinal a mudança já foi há 4 anos, situado ao lado daquilo a que antes chamávamos "o castelo" e que é agora um edifício público para a juventude. A "invasão chinesa" continua, com mais uma loja na Baixa. Apenas a minha cabeleireira se mantém no sítio de há anos. Vou lá amanhã. E novamente à biblioteca "nova", ver se finalmente aparece o livro que o petiz anseia ler desde que terminou o primeiro da colecção Moore, o que aconteceu há três dias.

domingo, 1 de abril de 2012

As latas irritantes

Grão, ananás, pêssego, feijão frade, atum, sardinha, milho, tomate, ervilhas, leite condensado, entre outros produtos alimentares, vêm todos em latas com abertura fácil. Levanta-se aquela aba de metal e já está. No entanto, se repararem, isto não acontece com as latas de ananás em calda, o que me aborrece profundamente porque eu e abre-latas temos uma relação conflituosa. Alguém sabe porque é que aquelas latas específicas obrigam a malta a recorrer a outro método igualmente manual mas com recurso a um objecto demoníaco? Faço muitas coisas na cozinhas, mas abrir latas com aquilo não é uma delas.
E já agora, qual o plural de "abre-latas"? E segundo o mais recente AO, escreve-se com hífen ou não?
Só dúvidas que me atormentam...

A minha peta do dia

Então hoje é suposto dizermos umas mentirinhas inocentes, fiáveis q.b., sérias, que as pessoas nem levam a mal e até acreditam. Pois aqui vai a minha: eu tenho dois amores e não sei de qual eu gosto mais. E agora?

Post provocador

Adoro chapéus!

Facto sobre a vizinhança

Os vizinhos da frente têm um pavão.