quarta-feira, 30 de março de 2011

Nomes

Faço questão de ter os nomes dos meus alunos decorados 4 ou 5 semanas após o início das aulas em Setembro. Há casos de alunos cujos nomes entram logo à primeira, porque dizem a piadinha da praxe logo na primeira aula, porque se destacam com alguma intervenção engraçada, porque algum aspecto da sua fisionomia é peculiar, porque alguém é primo do filho da tia, etc. Isto acontece com uma minoria, claro, porque decorar entre 80 e 100 nomes diferentes todos os anos lectivos leva o seu tempo. Considero-me boa (não excelente nem rápida) a decorar os nomes destas pessoas que irão passar cerca de 9 meses em convívio diário comigo.
No entanto, à medida que o tempo passa por mim, sinto cada vez mais dificuldades em recordar nomes de pessoas com quem convivi e  trabalhei "há atrasado", a ponto de me sentir embaraçada quando nos cruzamos na rua e quero chamar a pessoa pelo nome e não me recordo atempadamente. Fico possessa e corada, muito corada. Aconteceu isto da última vez que fui à missa, há cerca de semana e meia, e cruzei-me com a Teresa. E lembrar-me do nome daquela rapariga com quem tinha trabalhado há 2 anos, durante 3 anos, com quem ri, chorei, barafustei, discordei e de quem fiquei amiga? Pois. Valeu-me a amiga da Teresa, que ao seu lado, sem o saber me ajudou a não fazer figura de ursa. Mas que é chato, é.
PDI!
.

terça-feira, 29 de março de 2011

No seguimento do de baixo

NUMA AULA DE HISTÓRIA DE PORTUGAL

Pergunta a Professora:
- Joãozinho, sabe a quem é que se deve o pinhal de Leiria?
- Foda-se, ó s'tora, então essa merda também não está paga?!

Bit of friendly advice, Portugal

Gostei sempre do amigável sarcasmo irlandês. São um bom povo e eu desejo ardentemente lá voltar, passados que são 15 anos de lá ter vivido como gente grande, à conta dum tal de Erasmus. E até dão bons conselhos, por vezes...

Sunday March 27 2011

"Dear Portugal, this is Ireland here. I know we don't know each other very well, though I hear some of our developers are down with you riding out the recession.

They could be there for a while. Anyway, I don't mean to intrude but I've been reading about you in the papers and it strikes me that I might be able to offer you a bit of advice on where you are at and what lies ahead. As the joke now goes, what's the difference between Portugal and Ireland? Five letters and six months.
Anyway, I notice now that you are under pressure to accept a bailout but your politicians are claiming to be determined not to take it. It will, they say, be over their dead bodies. In my experience that means you'll be getting a bailout soon, probably on a Sunday. First let me give you a tip on the nuances of the English language. Given that English is your second language, you may think that the words 'bailout' and 'aid' imply that you will be getting help from our European brethren to get you out of your current difficulties. English is our first language and that's what we thought bailout and aid meant. Allow me to warn you, not only will this bailout, when it is inevit-ably forced on you, not get you out of your current troubles, it will actually prolong your troubles for generations to come.
For this you will be expected to be grateful. If you want to look up the proper Portuguese for bailout, I would suggest you get your English-Portuguese dictionary and look up words like: moneylending, usury, subprime mortgage, rip-off. This will give you a more accurate translation of what will be happening you.
I see also that you are going to change your government in the next couple of months. You will forgive me that I allowed myself a little smile about that. By all means do put a fresh coat of paint over the subsidence cracks in your economy. And by all means enjoy the smell of fresh paint for a while.
We got ourselves a new Government too and it is a nice diversion for a few weeks. What you will find is that the new government will come in amidst a slight euphoria from the people. The new government will have made all kinds of promises during the election campaign about burning bondholders and whatnot and the EU will smile benignly on while all that loose talk goes on.
Then, when your government gets in, they will initially go out to Europe and throw some shapes. You might even win a few sports games against your old enemy, whoever that is, and you may attract visits from foreign dignitaries like the Pope and that. There will be a real feel-good vibe in the air as everyone takes refuge in a bit of delusion for a while.
And enjoy all that while you can, Portugal. Because reality will be waiting to intrude again when all the fun dies down. The upside of it all is that the price of a game of golf has become very competitive here. Hopefully the same happens down there and we look forward to seeing you then.


Love, Ireland."

Sunday Independent

segunda-feira, 28 de março de 2011

Bubble shooter

Há uns tempos, eu andava perdidinha com o jogo que adicionei ali ao lado. Inclusivé pus o petiz e o mais-que-tudo a competirem comigo para ver quem conseguia rebentar mais bolas, logo, obter mais pontos. Raramente o mais-que-tudo me bateu aos pontos, ao contrário do petiz, que estava a ficar quase tão rápido quanto eu. Depois, ele encontrou o carregador da playstation e trocou vício por vício.

Agora fiquei na dúvida se devo ou não hifenizar a palavra ali de cima...

quinta-feira, 24 de março de 2011

Dúvida maternal

"Mãe, esta senhora deve ter sido uma p-u-t-a", disse ele algo a medo, por saber que estava a articular uma palavra feia.
"Porque é que dizes isso?", perguntei eu com um ar de grande espanto.
"Porque afinal ela casou-se com oito homens", retorquiu ele.
"Não, meu amor, lá porque teve oito maridos, não quer dizer que tenha sido isso, é relativo", desenrasquei-me eu, esperando que o assunto ficasse por ali. E ficou, mas pôs-me a pensar.

Se uma mulher tiver oito parceiros ou companheiros ou o que quer que lhes chamem, é ou não é uma "p-u-t-a"? Sê-lo depende do número de parceiros, do seu estado civil, se recebe ou não contrapartidas financeiras ou de quê?
Se um homem tiver oito parceiras ou companheiras ou o que quer que lhes chamem, é ou não, e cito o meu filho "um pinga-amor"?

E como é que se explica esta diferença de tratamento social relativa ao género humano?

Da passagem

À medida que o tempo passa e a nossa vida é reduzida, aumenta o número de mortes a que assistimos. Pessoas que nos habituámos a ver na televisão, no cinema, pessoas do mundo da música que escutamos quase desde que nascemos, pessoas que nos fizeram companhia na leitura durante a nossa infância, pessoas que nunca conhecemos pessoalmente mas que fazem parte da nossa vida, passada e presente. Estas mortes anunciadas e certas, que acontecem cada vez mais frequentemente, deixam-me triste, saudosa, com a sensação dum vazio semi-preenchido com as memórias que essas pessoas deixaram. E questiono-me quando e como é que chegará a minha vez.
Deprimente.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Atracção à primeira audição

(Sim, eu sei que o título não está de acordo com uma das regras do novo Acordo Ortográfico. Paciência!)

Demorei 1 minuto a decidir se e-mailava ou não ao dono do blog que apresenta a playlist que eu gostaria de poder ouvir diariamente no meu local de trabalho, em casa, no carro. Ele, generosamente, partilhou comigo o código html da dita cuja, que ainda não sei como utilizar, além de a ouvir com muito prazer. Do pouco que já tive oportunidade de ler, fiquei com uma primeira impressão bastante positiva. E nós todos sabemos do que se diz por aí acerca das primeiras impressões.

terça-feira, 22 de março de 2011

A minha lista de filmes lamechas

Hoje à tarde pude dar-me ao luxo de ter uma sessão de cinema caseira, que durou quase duas horas. As outras opções eram dormir a sesta e passar roupa. Entendem-me, com certeza...

O filme escolhido é velhote, o tal "Sleepless in Seattle", com o novato Tom Hanks e a doce Meg Ryan. De facto, é um "chicks' movie", mas eu não chorei, não derramei nem uma lagrimazinha. Mas sorri muito e senti-me bem com a felicidade dos outros.

Ora isto tudo para vos apresentar, por ordem de preferência, a minha lista de comédias românticas lamechas, os tais "chicks' movies", que umas vezes me fazem lacrimejar e outras vezes nem por isso: 
  1. Notting Hill (chorei desalmadamente)
  2. Four weddings and a funeral (chorei q.b.)
  3. Bridget Jones' Diary (não chorei, mas apeteceu-me bater em alguém)
  4. Pretty woman (não chorei)
  5. Sleepless in Seattle (não chorei)
  6. You've got mail (não chorei)
A lista é pequena, eu sei, daí estar disposta a aceitar sugestões de filmes do género. E não me digam que quem vê um, já viu todos. Eu não acho!

domingo, 20 de março de 2011

Hummm

Noto uma crescente tendência para que os japoneses visitem esta chafarrica, após o pesadelo que os atingiu. Eu sei que por onde passo, deixo marca, mas não me considero nenhum maremoto. Assim, sinto-me curiosa em relação ao termo de pesquisa ou como é que vieram aqui parar. Há coisas bizarras!

quinta-feira, 17 de março de 2011

Ó Cogumelo

Queres parceirar comigo aqui, como nos bons velhos tempos noutro lado? You know what they say: once a nuttsy blogger, always a nuttsy blogger.

(a ver quanto tempo é que O Gajo demora a responder)

quarta-feira, 16 de março de 2011

Está decidido

Hoje à noite vou ver os marretas!
Garantidamente hora e meia de gargalhadas e boas recordações!

segunda-feira, 14 de março de 2011

Eu acho, eu só acho

...que o Primeiro Ministro português actual só faz estas coisas de aumentar impostos nos bens de primeira necessidade e diminuí-los em artigos de luxo, como a prática de golfe, para testar os limites dos portugueses. E nós demonstramos-lhe que temos sempre capacidade para aguentar mais qualquer coisinha. O copo nunca parece derramar. E não é com cantigas que lá vamos, apesar destas revelarem o lado cómico português. Os portugueses são duros cumó caraças, senão já tinhamos corrido à batatada com este senhor e o seu séquito de boys. A ele e ao actual Presidente da República e o seu séquito, que pouco ou nada tem feito ultimamente. Para que raio é que um Presidente precisa de mais 450 pessoas a viver na sua residência oficial? A sério, que já me dei ao trabalho de pensar seriamente o que é que estas pessoas todas fazem durante 24 horas ao serviço de apenas uma pessoa, mas eu devo ser muito limitada, pois não consegui pensar em 450 tarefas diferentes.