terça-feira, 2 de abril de 2013

Já sei o que pedir ao pai natal

Hoje era um excelente dia para publicar e partilhar aqui qualquer coisa fútil, gaija-style: estou bem disposta e fui arranjar as unhas que estão lindérrimas, do tamanho e forma adequadas aos meus dedos pintados de cor rosa e com um toque suave, silk-like. Dá vontade até de coçar e arranhar costas. Rais' parta lá a máquina e o ambiente escuro que não ajudam nadinha!

Semana do Cinema: dia 1

  • Trainspotting: nojento, asqueroso, de mau gosto, violento, cínico, um murro no estômago, revoltante, cru, cruel, alucinante, repugnante, cómico, hilariante. Gostei dos minutos da ressaca, das referências ao (Z)iggy Pop e da banda sonora. O "Perfect Day" de Lou Reed está perfeito!
  • The boy in the striped pyjamas: mau, vil, inocente, injusto, muito emotivo, amargo, desconfortável, trágico e fez-me chorar. Prefiro o livro - que li há alguns meses atrás -  ao filme, já que aquele é bastante mais pormenorizado e cinzento do que este, logo, mais adequado aos contrastes dos 2 povos em causa.
  • La Vita é Bella: ternurento, divertido, fantasioso, algo patético, perturbador, inocente, irrealista, bonito e também me fez chorar. De salientar a capacidade quase infinita do pai do miúdo de se manterem em jogo quase até ao fim, mostrando que os dias podem mesmo ser belos.