quinta-feira, 13 de novembro de 2014

É um suponhamos

Imaginem-se com o Milhões na mão. 

Tirando aquela coisa do ajudar a família e/ou amigos, maldizer o Passos por ainda vos tirar uns milhões, atirar meia dúzia de notas para a secretaria do patrão e anunciar que se vão embora na hora, quais as primeiras coisas que faziam?

Do eclectismo do Mano

Requisitos parcos para reconhecimento aprofundado de parsas (quem não perceber o que isto é, que leia o anterior...e se mesmo assim não perceber, que desista, como o outro!):
1º - Rosto (recomendo burca para os restantes rostos)
2º - Sentido de humor (Bastará o do João Baião, como som de fundo? - pergunto eu)
3º - Flexibilidade física (Onde é que se encaixam as anãs? Será isto discriminação? - pergunto eu)
4º - Detestar o Lobo Antunes (Mas pode gostar do Pedro Chagas Freitas, certo?)
5º - Ser ateísta (Mas, mas, mas...nem budistas? acho mal!)
6º - Expelir gases naturais e dizer, com voz fininha e bochechas coradas: "Ai, perdão..." (Mais um requisito discriminatório: a moça pode ser muda; ou não?)

Este meu Mano ainda tem muito que aprender para se auto-proclamar de ecléctico. Ai tem, tem!