domingo, 23 de setembro de 2012

Ainda não foi desta que visitámos a nossa garagem

Em compensação, visitámos a Citânia de Briteiros, um aglomerado rochoso da época da Idade do Ferro, situado entre Braga e Guimarães, que aparece citado em todos os manuais de H.G.P. de 5ºano e onde os romanos deixaram provas das suas passagens por estas terras.
A ideia inicial era fazermos uma caminhada de cerca de 8,5 Km na zona, um percurso pedestre assinalado nas cartas e mapas da região. Contudo, eu estava com pouquíssima (leia-se, nenhuma) vontade de o fazer, o mais-que-tudo apercebeu-se da minha disposição para tal e o puto deu-nos a volta num instantinho. 
A tarde algo nublada e nada quente ajudou a que percorrêssemos todos os cantos do recinto, fazendo-me concluir várias coisas:
  • eu não gosto de fazer caminhadas em terrenos aos altos e baixos, com solo de pedras de tamanho e posição irregulares, onde facilmente se coloca mal um pé, o que poderá dar direito a entorse do dito cujo;
  • foi-me difícil imaginar a rotina daquelas pessoas, que só se entretinham com faladura, cultivo de terrenos, construção de casas minúsculas e redondas, aperfeiçoamento de armas em ferro e ....pouco mais, digo eu;
  • os mosquitos e moscas adoram a minha pele transpirada e colante; deve-lhes saber a mel; eu gosto menos deles do que eles de mim;
  • os balneários não eram nada práticos: banhos de vapor e banhos de água fria não fazem muito o meu género;
  •  a paisagem em redor da Citânia é absolutamente estonteante; como é que foi possível hordas e magotes de pessoal andarem a calcorrear aquelas terras, por entre vales, colinas, planaltos, rios, riachos e ribeiras, há tantos séculos, sem um único veículo motorizado?
  • Decididamente, eu estou a viver no século correcto.
No fim desta visita, os machos da família ainda tiveram ânimo e coragem para fazerem parte do PR2, o tal percurso de 8,5 Km, durante o qual puderam observar um esquilo e uma cascata de água límpida.
Já eu deixei-me ficar no carro, a descansar, para ser abruptamente desperta pelo telemóvel a tocar "sweet child of mine".

Confesso que já tinha saudades

E como a casa ainda está quente, ainda dá para andar com o pezinho ao léu, pernoca à mostra e roupa levezinha.