sábado, 5 de maio de 2012

Vai-vem semestral

Na quinta-feira recebi o livro e a carta dele, tal como combinado previamente.
Há uma certa confiança que se adquire entre desconhecidos virtualmente conhecidos e  acredito que isto ocorrerá mais vezes, não necessariamente com a mesma pessoa, mas também com ele. Como ele refere, entre "pessoas de bem" permitem-se certas trocas.
Estava curiosa acerca da caligrafia. Aliás, eu gosto de ler manuscritos porque aprecio caligrafias cuidadas, regulares, com minúsculas e maiúsculas quase desenhadas ao milímetro, apesar de a minha nem sempre sair assim. E tenho imensa dificuldade em ler e perceber os gatafunhos que me passam diariamente pelas mãos.
E o livro? -  perguntam vocês. Pois o livro já o tinha lido há uns bons anitos e confesso que não me recordo dele, ou seja, há uma excelente razão para o fazer novamente durante os próximos 6 meses. Ganhou um Prémio Nobel da Literatura e se tantos o apreciam é porque não é perda de tempo. Deixo-vos adivinhar qual será...