quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Ai o atrevimento!

E não é que a Joana voltou hoje a tocar à campainha, já passava das 18 horas e o rapaz ainda não tinha chegado a casa, e a perguntar se ele demorava muito a chegar? O MQT ri-se, chama-me nomes materno-galináceos e vai dizendo que é próprio de adolescentes, mas eu não estou a gostar muito da brincadeira, não.Vivemos aqui há menos de um mês e ele tem ficado na rua como nunca ficou no "outro lado" durante os seus 13 anos e picos de vida. Não será demasiado cedo para tanto compromisso diário?