quinta-feira, 28 de junho de 2007

Pronto, pronto, pronto....


A Vida de Um Gajo Esta deve ser a vidinha dos gajos de gabinetes, dos gajos que têm tempo para fazer um logótipo do género. Que gira! E um das gajas? Não há?

quinta-feira, 21 de junho de 2007

2 da matina e ...

... eu a comer tremoços. Mas que rica vida!
Quem primeiro, amanhã de manhã, me disser que pareço um zombie leva um murro nas trombas!

domingo, 17 de junho de 2007

Concerteza

Há uns 2 ou 3 anos atrás conheci este senhor na internet através dum programa de música que permitia sacar e partilhar (pronto, ok, é um eufemismo para "piratear") ficheiros audio-visuais. É um Senhor da música com S grande: sentia-me tão inculta "ao lado" dele no que toca a novidades e velharias musicais, que estava sempre disposta a ouvi-lo e a aceitar as suas sugestões musicais. Nunca foi bem sucedido na tarefa de me fazer idolatrar o seu idolo - David Bowie - mas dessa época ficaram-me memórias de conversas que, entre outros apelidos, foram interessantes, elucidativas, de circunstância, de "corta-na-casaca", etc, etc etc.
Ora, uma das que ainda retenho foi a nossa eterna discussão acerca da ortografia do vocábulo "concerteza". Eu cá defendia e ainda defendo que tal não existe, que é erro comum no uso da Língua Portuguesa, e que o correcto seria usarmos "com certeza". O Senhor Joe defendia com unhas e dentes precisamente o contrário. Sendo ele quem é e fazendo o que faz- e que não mencionarei aqui por respeito à sua privacidade profissional -, ainda mais convincente o gajo poderia soar.
Hoje é comum ler a dita cuja escrita da maneira que ele sugeria (o que não quer dizer que seja a correcta), mas a verdade é que desde essa conversa, cada vez que tenho que a escrever, me lembro desta nossa questiúncula e penso sempre duas vezes se ele não teria razão. Acabo sempre por a escrever ao meu modo: "com certeza". Até porque o meu dicionário da Porto Editora não mente...ou mente? Eu cá acho que não!
Se alguém quiser esclarecer-nos sobre esta simples questão, faça favor, sim?

quarta-feira, 13 de junho de 2007

Imaginem-se numa festa de arromba; já beberam uns copitos a mais e estão bastante eufóricos; de repente dá-vos aquela vontade inadiável de ir dar uma mija; sentem-se mesmo apertadinhos, com vontade ou de pôr as mãos entre as pernas ou de fazerem já ali; a casa de banho até está perto; vocês correm, abrem a porta, entram, dão dois passos e de repente...


O que acham que vos aconteceria? Como se sentiriam?

sábado, 9 de junho de 2007

sexta-feira, 8 de junho de 2007

Estes gajos devem pensar que sou otária, não?!

No outro dia recebi correspondência do BPI. Ora, eu só recebo cartinhas do BPI quando estes me apresentam a conta do meu cartão Visa Universo, o tal que dá descontos quando vou às compras. É que dá mesmo: de três em três meses, mais coisas menos coisa, lá recebo um chequezito deles a ser descontado na próxima ida ao...hmmm...Modelo. Fora isto, já é a segunda vez que recebo boas novidades por parte desta cambada. E o que me queriam dizer desta vez: "Com o aproximar do verão...blah blah blah...viva ao máximo o verão...blah blah blah... para facilitar a aquisição de tudo aquilo...blah blah blah...aumento do limite de crédito blah blah blah...para o valor de 3.000 euros."

Ora, esta gente é tola ou caga a andar: eles sabem perfeitamente que o meu vencimento não chega aos 1.300 euros, aumentam-me o crédito para mais do dobro e estão à espera de quê? Que caia na esparrela ou que lhes faça "um toma" (imaginar-me com cara de má a levantar o dedo do meio da mão direita, se faz favor)?

E querem que o país saia da cepa torta: convidam-nos descaradamente para o consumo desenfreado, mas também querem que o pessoal tenha juízo. Olhem, vão apanhar ali num sítio que eu não digo, sim?! Palermas!

terça-feira, 5 de junho de 2007

Mas que prático


Sim, podem mandar piadinhas. Amanhã há mais do género :P

sexta-feira, 1 de junho de 2007

Já ganhei o dia!

O David Fonseca enviou-me um Hi5 request. Isto de se ser VIP (eu, não ele) tem que servir para alguma coisa!

Bom fim-de-semana equestre

Interpretem como quiserem.