segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

É sincero

Sem conseguir fugir ao cliché, desejo a todos os que aqui caem de paraquedas e aos outros um excelente ano de 2008.
Vou ali enfardar marisco de Moçambique e volto para o ano...'téjá.