quinta-feira, 14 de setembro de 2006

"Vai gozar com a puta que te pariu, murcoum!"


Esta imagem recordou-me as minhas mais recentes visitas à cidade do Porto efectuadas esta semana. O meu compromisso obrigava-me a chegar ao meu destino por volta das 9:00 horas, algo que nunca consegui, apesar de sair de Braga antes das 8:30. Se no primeiro dia até poderia haver uma razão para eu chegar ligeiramente atrasada ao local do compromisso, já que não conheço a cidade do Porto assim tão bem e nunca me aventurei a andar por lá sozinha enquanto condutora responsável de viatura automóvel, foi com alguma felicidade que constatei um atraso de apenas 11 minutos. Já no segundo dia, feito o reconhecimento do terreno e mesmo tendo saído daqui ainda mais cedo do que no dia anterior, cheguei bastante mais atrasada. E pensei eu com os meus botões: "Realmente! Como é que é possível as pessoas não andarem rezingonas, mal encaradas e com cara de poucos amigos, se logo de manhã têm que ouvir uma série de buzinadelas, levar com os atropelos de alguns mal educados, conduzir num pára-arranca constante de pôr os nervos em franja, e AINDA POR CIMA chegar a horas ao emprego? Têm mesmo que se levantar de madrugada!" Se não sabem, ficam desde já a saber que qualquer hora antes das 10 da manhã é de madrugada para mim, independentemente dos afazeres a fazer. Infelizmente já não me posso dar ao luxo de madrugar às 11 da matina. Contudo, dou-me por bastante satisfeita por não ter que enfrentar em Braga o que tive que enfrentar nestas minhas idas à Invicta!
Também fiquei a saber o caminho para a Fundação de Serralves. Portanto já não há desculpas para não ir lá fazer uma visitinha um dia destes, não acham?