terça-feira, 4 de outubro de 2011

Passeios virtuais

Um destes dias andei a clickar nos blogues eróticos, cujos donos e donas partilham, normalmente, mas nem sempre, fotografias a preto e branco que legendam com uma frase de conteúdo bem sugestivo, sem ser demasiado badalhoco. Se visse estes sites, a minha avó diria que eram coisas do demo e que aquilo era só badalhoquices e que o mundo está perdido. Tudo coisas que todos nós já sabemos, pois já cá andamos há tempo suficiente para chegar a essa mesma conclusão e, ao contrário do que ela afirma em público, até gostamos dessas coisas que mais depressa nos levarão ao encontro agendado com belzebú do que a sair deste buraco financeiro onde os nossos filhos também já estão atolados.

Adiante, que a minha avó ainda vive e tem muito para contar!

Foram várias as conclusões a que cheguei quando finalmente me fartei de passear por aqueles lados:
  1. autores e autoras e comentadores e comentadoras fazem parte da mesma família, pois comentam-se entre eles (é assim como neste blogue, mas sem badalhoquices).
  2. normalmente, os autores são mais arrojados do que as autoras, no que toca a publicar fotos giras, logo os blogues deles são mais interessantes do que os delas.
  3. normalmente, a cor preta abunda, o que, se por um lado ajuda a realçar as fotos giras, por outro lado pode dificultar a leitura das legendas sugestivas.
  4. A minha mente reage muito bem a estímulos visuais, e mais não digo, senão a minha hora chega antes do tempo!
E vocês, o que acham?