segunda-feira, 30 de janeiro de 2006

Comer faz mal ou bem?

Até já estou de água na boca, só de pensar nisto...
Não sei o que vocês são, mas entre muitas coisas, eu sou o que se chama de "uma boa boca": higiene oral à parte, gosto de comer bem, muito, com qualidade e com boa companhia. Aqui na cidade de Braga babo-me pelo Bacalhau com Natas servido naquele restaurante do Sameiro, cujo nome não me ocorre neste momento. Ainda em Braga, recomendo vivamente o La Castañuela onde se comem uns belos nacos de carne grelhados, servidos por gente muito simpática. Os rebuçadinhos de café servidos à saída também são dignos de menção. Deixam um gostinho especial na boca que corta o sabor da carne.
Mais para o interior e ainda aqui no norte, ali na zona de Arco do Baúlhe, há um restaurantezinho bem discreto à beira da estrada, onde se come um polvinho assado no forno "daqui" (aqui é quando devem beliscar a vossa própria orelha e abaná-la duas vezes): restaurante Caneiro, é como se chama o sítio.
Para os lados do Gerês, em Brufe, temos O Abocanhado, onde já entrei, mas nunca almoçei...mas hei-de fazê-lo. Quanto à comida, nada posso dizer, mas a vista é absolutamente soberba. Não esquecer a maquininha, quando andarem a passear por lá; (não esquecer igualmente um saco para os enjôos, falo por experiência própria). Imagino, pelo local, decoração e serviço observado muito à pressa, que a conta seja a condizer: soberbamente excessiva.
Aqui ao lado, em Trás-os-Montes, mais propriamente em Sendim, onde já vivi um ano inteirinho (foi de facto um teste à minha capacidade de resistência), não poderia deixar passar A Gabriela, cuja Posta Mirandesa é mundialmente famosa, quicá em todo o país, mesmo (?!?!?!)
Continuando ali para o centro, e sendo eu originalmente da Bairrada, obviamente que recomendo a Chanfana d'O Chicote em Vilarinho do bairro, o Arroz à Malandro do Pompeu, na Malaposta e a Cabidela de leitão da Metinha, na Mealhada. Leitão assado??? nah...estou fartinha; prefiro um belo frango à churrasco do João da Piedade!
E porque não uma Caldeirada de Enguias ali na Gafanha da Nazaré, com um molho que é de chorar por mais? Há que aproveitar a oportunidade para comer uma tripinha de ovos moles na praia da Costa Nova, na barraquita do Zé.
Quanto ao resto do país, pouco mais conheço, mas poderia aconselhar qualquer prato alentejano, sempre acompanhado pelas belas das migas e com aqueles tintos, os meus preferidos, que só os alentejanos sabem produzir. Ou os pratos de peixinho grelhado num qualquer restaurante de Altura; ou até as tascas do barlavento algarvio, na zona de Aljezur.
Não esquecer que qualquer prato, por muito saboroso que seja, é-o ainda mais com boa companhia e boas conversas. Hoje fico por aqui, à espera das vossas sugestões.