sábado, 30 de julho de 2011

Segredos - V

Já dei por mim a pensar em esparguete durante o acto sexual. Ignoro se tem algum significado implícito.

Uma das minhas prendas de anos e o meu mês ainda não chegou

Mas está quase, falta um dia.
E já cá canta o volume 3 da saga "Millenium" que me viciou enquanto lia o primeiro, prenda antecipada de anos do mais-que-tudo. Agora que estou no segundo e ainda antes de ter alcançado a centésima página, sinto-me totalmente viciada na personagem feminina Lisbeth Salander, uma jovem atípica, com uma inteligência invulgar, com memória fotográfica, com uma capacidade inata de brincar com os computadores e descobrir segredos, com um aspecto físico trinca-espinhas tatuada, absolutamente anti-social, fechada na sua redoma emocional, fisicamente cruel com quem a tenta espezinhar e desconfiada da maior parte daqueles e daquelas que dela se aproximam. Descrição muito aquém daquilo que ela É nas setecentas e tal páginas lidas. É ler para crer. Aconselho vivamente. Obrigada pela sugestão de há alguns meses, sacana.