sábado, 28 de fevereiro de 2015

O dia dos fundos: 1 de março...a durar até segunda, pelo menos, dependendo das vossas reações

À semelhança do que fez a outra Sócia agridoce - cuja falha é maior do que a minha, logo, é ainda mais maluca do que eu mas bastante tolerante e uma brincalhona - também eu assinalo e sensibilizo a malta para celebrarem o Dia dos Fundos, instituído pos nós duas ambas a partir deste ano, com a esperança que a malta, vossas excelências, mudem os vossos fundos. 
Para tal, e para que eu continue sempre a surpreender-vos, altero novamente o meu fundo e desejo a todos umas boas entradas nele. 
Espero que apreciem, tal como apreciaram as mudanças anteriores.

P.S.: A outra Sócia Chata pediu cornucópias; refilem com ela, tá bem? Obrigada.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Os dias da Taberna

Vamos lá há mais anos do que estamos casados. O MQT pode afirmar que a viu nascer e crescer. Já eu fui arrastada, ainda estudante finalista universitária por um bando de pessoal que gostava de lá ir às sextas à noite.  O espaço triplicou, o serviço melhorou, a decoração aprimorou-se e o preço sofreu evolução correspondente. Continua a ser um espaço extremamente agradável, com ambiente  sofisticado q.b. e uma ementa deliciosa. A satisfação é garantida do mesmo modo que a carteira fica bastante mais vazia. O bife com cogumelos frescos continua a ser o meu prato de eleição. A re-visitar sempre que possível...

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

O olho

- Sua puta! Onde está o dinheiro? Vais fazer-te de difícil, como é costume? Levas no focinho...
...

Não ouviu a voz que lhe respondeu, voz habitualmente monótona e cansada da vida. Ouviu uma porta a bater. Pé ante pé, em meias, dirijiu-se à porta e espreitou pelo olho. Viu-a de costas, de casaco de fazenda bege, a descer as escadas. O som dos seus passos rápidos ia esmorecendo. Imaginou que ela já tivesse chegado à entrada do prédio de 3 andares.

- Bem - pensou - finalmente voltaste-lhe as costas e bates com a porta. Onde vais agora?

Rapidamente foi à janela, a ver se a via a sair. E lá estava ela, já do outro lado da rua, de passinhos curtos e apressados, com pose decidida, sem nunca ter olhado para cima. Deixou de a ver quando dobrou a esquina do prédio da frente. Alguma vez mais a veria? Aquele olho da porta já tinha bisbilhotado tantas entradas e saídas...


Tá de chuva

E isso chateia-me, pois chateia; pois o cabelo fica a parecer a juba duma leoa com ele, o pelo, encarapinhado! Mania!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Chata, já se vê a luz ao fundo do túnel: dia 23 de Março

Também eu fui advertida relativamente à nova política contra nus que assolará, a partir da data mencionada, a plataforma que aloja este blog. Como não pretendo mudar nadinha do conteúdo que partilhei durante 9 anos e picos, e a ser verdade que irão mesmo censurar / fechar / limitar o acesso do mundo inteiro a este tasco, prevejo assim que, finalmente, os fundos escolhidos por mim não incomodem nem perturbem a acuidade visual da malta. É pena, mas a ser verdade que a censura vencerá, mudar-me-ei de armas e bagagens para a concorrência, onde, aliás, está o meu outro tasco. É a vida...
However, 1st of March is just around the corner, Auntie bittersweet ...

Pensamento do dia - é que caiu-me que nem ginjas!

"Nothing is a waste of time if you use the experience wisely." - Auguste Rodin

(Eu, às vezes, esqueço-me de ser sensata, é um facto.)

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

A ida ao veterinário

Hoje levámos a bicha ao veterinário.
Agora mesmo, enquanto lia o texto anterior, é que reparei que o nome dela foi mais uma vez alterado, não sei quando, para uma variante da que vem mencionada no link de cima: já há algum tempo que é a Papa-Tudo. Diria que há mais de 2 anos que a tratamos por Papa-Tudo. E foi este o nome que deixámos na sua ficha clínica, naquele Hospital.
A verdade é que a Papa-Tudo não andava a papar nada. E não se mexia. E não reagia a estímulos de toque e de voz. E não abria os olhos. E não elevava o pescoço para pasmar a olhar para nós. E não sapateava em lado nenhum. E isto desde que, na semana passada, a mudei da sala, acolhedora e quentinha, para a varanda, sujeita às intempéries e ao frio matinal.  E eu assustei-me. E comecei a ficar preocupada. E comecei a ter pensamentos esquisitos, mórbidos mesmo.
Entretanto, encontrei a G. no supermercado que, ao ver-me de lagrimita no olho à conta do animal, disse que o vet iria rir-se de mim quando a levasse a visitá-lo, pois a Papa-Tudo estava, de certezinha absoluta, a hibernar novamente. 
E a G. tinha razão! 
Mas bolas, a Papa-Tudo não se mexia, não bufava, não escoiceava, não fazia nada do que é habitual nela, a não ser estar ali prostrada, sem abrir os olhos, sem mexer as patas e sem comer a salsicha.
Vocês não teriam feito o mesmo que eu, mediante o pagamento de alguns euros?

Mas só eu é que não falei dos vestidos dos Óscares?

Deste fatinho ninguém fala, n'é?? Porque será...


segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Façamos um exercício de imaginação


Após o espanto inicial perante a possibilidade de viajarem no tempo para o passado e de alterarem o presente que sempre conheceram - o vosso, o de quem vos rodeia e até o de completos estranhos (o chamado "efeito borboleta") - através de pequenas mudanças nesse passado para onde viajaram, o que alterariam vossas excelências durante essa viagem temporal?

Eu cá acho que prestaria mais atenção às aulas de Inglês do secundário, em vez de a elas chegar atrasada à conta da pastelaria mais próxima...
E possivelmente teria batido mais o pé aos meus pais em vez de andar a fazer o enxoval que nunca usei nem usarei e está para lá guardado a apanhar traças...
Quem sabe não estaria a esta hora a escrever-vos da Baía de Holdfast, enquanto apreciava um belo amanhecer na companhia de golfinhos...


(Este post marca o final da minha leitura do tal livro mais-longo-que-alguma-vez-li)

Vou mudar-me para Londres

Diz que a família real inglesa precisa de um motorista. Paga 35 mil €/ano, dão alojamento, comidinha, 33 dias de férias e feriados.


Para quê tirar um curso se com a carta de ligeiros ganho bem mais?

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Constatação desportiva

Jogar bowling durante mais de 30 minutos faz doer as articulações dos dedos. E a anca, caso se caia a ir atrás da bola, o que não é suposto acontecer. E não consegui um único strike. Mas 0s?...Imensos...
Já os miúdos - pré-adolescentes, aliás - estiveram muito bem, mesmo. Principalmente quando deixavam cair aquelas bolas pesadíssimas, com um estrondo tremendo, em vez de as fazerem deslizar pela pista deles. 
Não sei quem terá feito pior figura, não...

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Há 13 anos

Quarta-feira, dia 20 de Fevereiro de 2002 foi uma data histórica.
Durante um minuto, houve uma conjunção de números que ocorre somente duas vezes por milénio. Essa conjugação ocorreu exactamente às 20 horas e 02 minutos de 20 de Fevereiro do ano 2002, ou seja, 20:02 20/02 2002.

É uma simetria que na matemática é chamada de capicua (algarismos que dão o mesmo número quando lidos da esquerda para a direita, ou vice-versa). A raridade deve-se ao facto de que os três conjuntos de quatro algarismos são iguais (2002) e simétricos em si (20:02, 20/02 e 2002).

A última ocasião em que isso ocorreu foi às 11h11 de 11 de Novembro do ano 1111, formando a data 11h11 11/11/1111. A próxima vez será somente às 21h12 de 21 de Dezembro de 2112 (21h12 21/12/2112). Provavelmente não estaremos aqui para presenciar. Depois, nunca mais haverá outra capicua. Em 30 de Março de 3003 não ocorrerá essa coincidência matemática, já que não existe a hora 30.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Sabem o que vi hoje, sabem??

Querem que vos conte, querem? 


Pois...


Não conto, não conto, não conto!

Cultura geográfica

Aparentemente a Chinatown lisboeta fica ali na Almirante Reis. 

(P.S. de quem não escreveu o post: Fui eu, Pseudo, que o negritei, pois a sua autora já nem se dá ao trabalho de vir aqui editar a coisa dela. Faz-lhe mal aosjólhos, diz ela...Haja paciência!)

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Que fizeste tu, Pseudo, que andaste tão caladinha?

Bem, nada de extraordinário e por ordem cronológica incorrecta:
  • joguei à sueca com um bando de batoteiros;
  • participei num churrasco dos namorados;
  • fui ao cinema ver ficção científica;
  • fiz kms e kms sob muita chuva e também debaixo dum sol acolhedor;
  • olhei para torneiras, máquinas de lavar roupa e arcas frigoríficas;
  • fiz reserva para algures num certo fim-de-semana de Julho;
  • contactei com gente nobre;
  • fui convidada a participar numa coisa com a qual não concordo; não sei se aceite convite;
  • andei a contar as moedas do mealheiro, o que era meu e passou para a geração seguinte;
  • ...
E mais não conto, que isto não é um blog aberto.

1 de Março

Não se esqueçam desta data. Se me esquecer, a sócia* (espero não arranjar confusão...), lembra-me. De certeza!! 

*A Sócia da Confusão, não a Sócia. Confusos? Espero que não. Depois vêem... ou lêem...ou qualquer coisa acabada em "...êem"...Vai ser giro! 

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Hoje é a nossa sexta-feira, 13, da sorte

Vão ver...

  • 2 - 6 - 24 - 26 - 49
  • 3 - 8

E agora, o que vem a seguir?

Já estreou, já? Muitos risinhos, abracinhos, humidadezinhas, beliscões e bochechas coradinhas? Pronto, pronto, isso passa. Daqui a uma semanita já terá passado...

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Auscultação pública

Quais são as flores que vossas excelências acham mais bonitas? Só por curiosidade, como quem não quer nada ...

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Nada como um fim-de-semana caseiro ...

... para meter a leitura em dia. E que leste tu, Pseudo Maria?

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Continua a haver portugueses requintados

Nada como um copinho cheio a 3/4 de vinho do Porto para aquecer a alma de um homem antes das 8 da manhã.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Chico-espertice

Andamos aqui todos Oh-ai-oh-ai-ponha-me-lá-o-NIF-na-facturinha, que isto de poder apresentar até as batatas Matutano, o lambrusco e o amaciador cheiroso da L'Oréal para IRS é bem catita e, se eu pago os meus impostos, é bom que os outros também o façam mas depois recebo um telefonema.


Diacho, parece que declarei a renda de 2013 e alguém tem uma multa de 1700€ para pagar. Diacho, ainda me pedem para declarar que foi um erro. Diacho. 


Deve ser.

É Preciso Ter Lata

Vão, vão pesquisar, sim? Enquanto vos abro o apetite... e contribuam, já agora. Numa escola perto de ti!




(imagens roubadinhas de vários sítios de net, obviamente)

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Agora sim, somos da Europa

Há dois anos, passeando-me por Londres e ainda com um Blackberry na mão, invejava não secretamente tudo o que era gente no metro a pavonear-se com o seu High Tec da moda, Android, Fonas ou tudo o que parecesse Smartphone a sério. Cheguei ao cúmulo de ver um pai e seu puto de nem 12 anos, cada um com seu Fonas 5. Numa carruagem, via mais gente agarrada ao seu telemóvel que de olhos para cima. Jornais? E-jornais!

Hoje, enquanto esperava pelo metro, Lisboa City, olhei para o lado. Não eram só telemóveis, eram Fonas, Samsungs, Sony, iPad's e tudo o que tivesse ecrã XPTO. Jogar de apanhar maçãs e morangos e gotas de água em ecrãs minimini é que não...

Menu de hoje

Fica ao critério de clientela. Partilhem os vossos desejos. Sem pudores nem vergonhas.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Ninguém disse nada

Mas ontem assinalou-se um dia especial: Dia Mundial das Zonas Húmidas.
Alguém lhe dedicou tempo blogosférico? Tá bem, abelha...
Fica a data, a reter: 2 de Fevereiro, tá bem?

Ahh, o ego, o ego...

Já posso encerrar de vez o tasco, agora que o ponto mais alto foi atingido e "o Grande Xilre" nos segue. A partir de agora, é sempre a descer!

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Quatro gerações à mesa do jogo

A minha avó materna, o meu pai, eu e o meu filho. Em redor duma mesa quadrada. A jogar à sueca durante cerca de uma hora. Adivinhem quem levou uma abada valente! E daqui a duas semanas há mais, com promessa de tremoços e 'mendoíns!

Ou como eu sou sempre do contra

Está aí meio mundo a esgatanhar-se e a falar do filme das 50 sombras, os bilhetes começaram a ser vendidos em dezembro e há salas esgotadas.

Eu não li os livros, nem fiz questão mas consta que é esfatachanço à louca com bondage jeitoso à mistura. E assim, para quem aprecia, soa maijomenos bem.

Mas depois vejo o trailer. E dá-me gómitos e nem li o livro. Mas é um romance "onde é que andaste toda a minha vida, meu amor, meu amor, coisa mai linda, agora vamos ser felizes para todósempre?" ou é um livro com muita pinada e depois apaixonam-se no fim?


Irei ver e quiçá ler os livros só para poder falar ainda pior. Como no Dudu e na Bella.

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Eu também era assim

A minha mãe chamava-lhe "espírito de contradição". 
O MQT acha, actualmente, que "what goes around, comes around".
Mudem o género dos bonecos e é o que se passa diariamente aqui entre mãe e filho. Não é fácil.