terça-feira, 4 de abril de 2006

Período de descompressão

Post 1:
Saíu-me um peso de cima!
Tanto que já ando direitinha, de maminhas empinadas, com um sorriso nos lábios e com um porte de trintinha senhora do seu nariz e sabichona.
Que diferença em relação a ontem: sentia-me tensa, insegura, antipática, pouco confiante, só conseguia pensar numa coisa...
Hoje aconteceu...correu bem, eu estava descontraída, impús-me nas alturas certas, cumpriu-se o dever. Gostei da sensação!
Enigmática? Eu sei do que falo...basta-me.
E já há mais tempo para andar a saltitar por aí a ver as coisas bonitas que se escrevem...
------
Post 2:
Algo que me chateia à brava é chegar ao meu carrinho que tanto estimo e verificar que tanto o vidro da frente como o traseiro estão decorados com cartões multi-tamanhos a fazerem publicidade às noites bracarenses e arredores. Ele é "ladies night", ele é "Inauguração do bar da Tia Chica", ele é "strip masculino" com uma bebida grátis incluída, etc e etc.
Quando não chove ainda é como o outro: saem facilmente quando o limpa pára-brisas é accionado...ou vai-se lá com a mão. Quando chove, como neste momento, é que a porca torce o rabo: os papéis colam-se, o limpa pára-brisas funciona mas estilhaça papel mais do que limpa. E depois ficam sempre aquelas marquinhas que não saem com um simples raspar de unhas. É o diabo! Já sei o que me espera na manhã de quinta-feira...
---
(Isto foi um simples desabafo de quem já não pode gozar a vida nocturna à fartazana como antigamente...não liguem)