terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

O mundo vai acabar...

...quando não se consegue um autógrafo ou uma fotografia, para partilhar com os amigos no feiças, ao lado de alguém sobejamente conhecido em todo o mundo e na Nazaré.

Sensação a quente

Depois de meio dia em formação com um objectivo bastante específico, sinto-me uma marioneta automatizada que sabe que irá puxar os cordéis de marionetas bem mais novas do que eu, numa situação que lhes foi imposta e que não lhes trará qualquer benefício durante este ano lectivo. Bem pelo contrário, vem mexer com a rotina de instituições e pessoas alheias à coisa, sem que receba qualquer contrapartida, de natureza variada. Burra! Mas tenho muita companhia, a julgar por hoje e amanhã. E alguma até foi obrigada sem ter mostrado vontade de...
E daqui a 20 minutos há mais.