quarta-feira, 27 de julho de 2011

Meias e o meu primeiro parágrafo


"Carapins" é o nome que dou a este tipo de meias tricotadas com lã grossa e cujo resultado é tão esteticamente feio como confortavelmente agradável em pleno Inverno. Meias de andar por casa, portanto. Meias para andar dentro de casa, casa feita de pedra, localizada num monte longe da civilização. Meias a serem exibidas por pernas cruzadas em frente a uma lareira com o fogo vivo e a lenha a crepitar. Meias de homem do campo calçadas por uma mulher da cidade.

Então é assim

Em 2006, 3 ou 4 pessoas redigiram textos a meias que foram publicando nos seus blogues. De todos os textos, restam apenas os dois escritos por mim, que destaco no post debaixo, pois nenhum de nós teve o discernimento, na altura, de guardar o resultado final. Entretanto, foram-se os blogues e ficou o meu, em águas de bacalhau, durante uns tempos.
O que eu quero de vós, que têm blogues (logo, os comentadores anónimos estão excluídos) é o seguinte: que participem, comigo e com quem quiser, na escrita de textos em cadeia, vá lá....chamo-lhe assim à falta de melhor, ou seja,  Eu escrevo um parágrafo sobre um tema qualquer, sem limite de frases ou palavras.

As regras são as seguintes:
1) A primeira pessoa, com blogue, que o comentar deverá continuar esse parágrafo no seu blogue. Ou escrever outro parágrafo, que tenha ligação ao anterior, também sem limite de frases ou palavras. E assim por diante, nos seus blogues. Portanto, esta é mesmo a regra primordial.
2) O parágrafo deverá ser acompanhado duma foto, que faça referência à fonte ou ao fotógrafo, se for o próprio.
3) O parágrafo é escrito somente em língua portuguesa, logo, nada de estrangeirismos.
4) Estas regras deverão ser divulgadas nos blogues participantes.
5) Cada blogger participa uma única vez.

A brincadeira acaba quando 11 bloggers (eu + dez) tiverem participado. Porquê 11? Apeteceu-me que fossem onze!
Os onze parágrafos e respectivas fotos serão publicados no meu blogue, com a autorização dos outros donos, no final, que, obviamente poderão fazer o mesmo, se o desejarem.

OS MEUS objectivos passam pela tal interacção sã entre bloggers, de que falei há tempos, e também pela descoberta de outros locais de leitura, além dos nossos habituais.

Se a ideia for estapafúrdia, por ser mais uma daquelas correntes absurdas, ninguém é obrigado a participar. Não há selos nem prémios nem leitão à bairrada. Apenas escrita e leitura e comentários.