sexta-feira, 5 de julho de 2019

Pseudo Maria, tu organiza-te, mulher!

Aprende! Aprende que a vida não é só facilidades e caminhos a direito e que de vez em quando aparece um pedregulho para atrapalhar!

Duma vez por todas aprende a arrumar a p*** dos papéis e não apanhes sustos desnecessariamente!

(Era só isto, depois de dia e meio de angústia e a ver o filme da minha vida (profissional) a andar para trás!)

quarta-feira, 1 de maio de 2019

To cut a long story short

Aquilo resume-se a uma reunião de amigos e velhos conhecidos que decidem dar uma valente sova a quem já lhes tinha dado no canastro num tempo futuro.
Sim, chorei, porque não estava à espera daquele final, e sim de outro. E ainda não me convenci que foi o fim, apesar do puto me garantir convictamente que sim. E sim, fiquei até ao último segundo à espera de mais que não chegou a aparecer. Raios!

domingo, 28 de abril de 2019

A reza do terço

E a música do terço, que começou de manhãzinha bem cedo, ainda não acabou e ouve-se a centenas de metros de distância? Mais religiosa do que esta situação, só a minha Avó que, nos seus tempos áureos, o fazia religiosamente às 18:30, ajoelhada em casa, na companhia da radio renascença. E que ninguém se atrevesse a incomodá-la!

sábado, 27 de abril de 2019

Aqui ao lado

No cimo do monte, decorre o arraial grande do Santo. Sobe-se a encosta e depois do esforço dispendido, encontra-se a recompensa: farturas, algodão doce e todas as guloseimas e fritos e bebidas, venenos típicos destes eventos. Se já ontem à noite havia música de bailarico, para levar a malta a gingar, imagino que só amanhã, à hora da missa, haja descanso sonoro. É que isto de acordar às 8 da manhã, com fogo de artifício e música folclórica, mesmo num dia de sol esplendoroso como o de hoje, deixa a sua marca na disposição da pessoa. Mais valia ter ido às cerejas de Resende!

sexta-feira, 26 de abril de 2019

Generation gaps

Alguma vez os meus pais me disseram o que eu e o MQT dissemos hoje ao rapaz, e que foi algo do género: "Olha, diz à (------nome da moça-----) que venha jantar cá a casa e depois do jantar vocês vão à vossa vida."

Eu, com 26 anos e a pedido da minha falecida mãe, ainda tinha que esconder certas circunstâncias da minha falecida avó. 
Bendito presente em que tudo é falado e feito com maior naturalidade!

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Questão existencial retórica

Sendo hoje um dos dias em que se festeja a ideia de liberdade, porque é que cada vez mais somos menos livres a viver numa sociedade organizada? Ele há dias muito estranhos... 

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Errei, até admito...ou se calhar, não errei

Comecei a ver "Guerra dos Tronos" na Temporada 8, com o episódio 1. Ou seja, na semana passada. Mas honestamente, e após tantos anos a ouvir falar de..., parece que não perdi grande coisa.

terça-feira, 23 de abril de 2019

A humanidade está feia

Concordo, é verdade todos os dias. E depois vejo isto e volto a discordar...

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Está a frustrar-me, a sério...

Há um desafio que não estou a conseguir superar. É composto por quatro histórias que até me estão a agradar, espraiadas por 870 páginas, mas o danado do coiso não é fácil de pegar. Literalmente. E especialmente quando estou deitada. Eu desconfio que é por isto que eu não adianto a tarefa ao ritmo desejado. 
Continuo a gostar do realismo detalhado, austeriano e quase cinematográfico que leva a minha imaginação a visualizar todos aqueles momentos domésticos e urbanos, americanos.

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Morreu tudo

Já não me lembrava de ler um livro tão deprimente-romântico quanto o que ontem acabei de reler passados uns bons 30 anos de o ter feito pela primeira vez. É que nem os policiais nórdicos, por muito frios e sanguinolentos que sejam, são assim como o Amor. Irra!

terça-feira, 31 de julho de 2018

Há qualquer coisa de estranho aqui

Reparo hoje, mais uma vez, e após semanas sem aqui vir espreitar, que as minhas longas ausências deste blog atraem mais pessoas do que quando eu escrevia mais regularmente. Algo não bate certo...

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Não sou de superstições, mas...

...a partir de hoje à noite vou andar com sal no carro, pois, como já dizia a avó do senhor que nos vendeu a viatura: "um kilo de sal na mala não ocupa espaço e afasta os maus olhados pois eles andam sempre aí".

De resto, acho por bem não partilhar aqui os nomes vociferados por mim quando ontem dei conta de "caso" na viatura que é nossa há seis dias.


terça-feira, 22 de maio de 2018

Até cansa só de pensar no que aí vem

Os meus fins-de-semana são de extremos: ou de puro ócio ou de actividades variadas e intensidade máxima. Adivinhem de que tipo vai ser o próximo...

domingo, 20 de maio de 2018

Até deu para chorar

De emoção. De alegria. De orgulho!
Jogaram muito bem, de manhã e de tarde, com garra, com vontade de ganhar, como equipa... num pavilhão que parecia uma sauna, mas nem isso os desmoralizou.
Veio a medalha de Campeão para casa e a Taça ficou com quem a guarda responsavelmente.
2º ano consecutivo do jovem cá de casa. 3º ano consecutivo da equipa. Objectivo cumprido.

terça-feira, 15 de maio de 2018

Inspiração nocturna a meio da semana

Nada como a preparação de terça à noite, a assistir a um jogo de andebol, para uma pessoa se sentir hipermotivada e com ganas de ganhar uma Final muito brevemente. 

Sinais da experiência acumulada

Além dos cabelos brancos que são disfarçados com outra cor há anos, é inevitável rir-me de mim própria quando tenho necessidade  - e hoje foi um desses dias - de usar óculos para ver melhor por baixo dos óculos de sol. E andar assim, nesta figurinha, na rua. Diz a minha amiga, 6 anos mais velha do que eu, que faz o mesmo há imensos anos.
Gozem, gozem...

quarta-feira, 9 de maio de 2018

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Fiquei mais descansada

Tendo em conta que não vi o vizinho do lado durante quase 2 semanas, a minha mente tortuosa começou a imaginar tudo e mais alguma coisa: falecimento inesperado, internamento hospitalar, emigração por motivos profissionais, mudança de casa, separação... e o diabo a quatro!
Ainda mais porque não o ouvia a falar através das (finas) paredes do prédio e ainda vi a mulher dele a passear a cadela (algo que era hábito dele, não dela), na semana passada, já noite adentro.

Hoje, cheguei a casa tarde e a más horas, e respirei de alívio. A pessoa em questão é daquele tipo a quem dizemos "bom dia / boa tarde" no elevador e com quem trocamos banalidades sobre o tempo ou a cadela. Mas tanto silêncio aqui ao lado estava a deixar-me não só curiosa mas preocupada.
Raio de mente! É o que dá ler tantos policiais de aldeia!

sábado, 24 de março de 2018

Estou rendida a 1986

Nem outra coisa seria de esperar sendo eu fã do autor-guionista e tendo 14 anos à data. 

Nunca digas nunca, Pseudo

Vais livrar-te dos pirilampos, mas o resto mantém-se, ao contrário do que tinhas afirmado durante os últimos 2 ou 3 anos. Tudo por um suposto bom negócio. Aprende e engole!

terça-feira, 20 de março de 2018

sexta-feira, 9 de março de 2018

É português

"O site a que pretende aceder encontra-se bloqueado na sequência do cumprimento de ordem judicial ou administrativa."- mensagem oriunda do fornecedor de internet cá de casa.

Ora tentem lá adivinhar que site é este, que consigo aceder do meu local de trabalho e fazer o que tinha planeado, mas de casa não. Ora esta! Devia ser ao contrário, que caraças...

quarta-feira, 7 de março de 2018

Um "Supunhâmos"

Um dia lembram-se de trocar de carro. Qual a marca e modelo eleitos? Porquê?

Limitações a considerar na escolha final:
- não pode ser a gasolina;
- tem que transportar cinco pessoas, pelo menos;
- tem que ter uma bagageira igual ou maior do que a da viatura atual (V50)

E pronto. Uma ajudinha seria bem-vinda. 

segunda-feira, 5 de março de 2018

Livros são...

  • ...uma combinação intencional de palavras com sentidos vários, tantos quanto o número de leitores;
  • ...um objecto chato sem qualquer utilidade práctica;
  • ...peças decorativas cuja capa e cor ficam bem na estante;
  • ...um vício que ocupa muito espaço físico e cada vez mais espaço digital;
  • ...uma necessidade estudantil e profissional;
  • ...a causa dos problemas de visão à medida que a idade avança;
Vá, continuem com a vossa perspectiva, se faz fabor.

domingo, 4 de março de 2018

Preconceitos gastronómicos baseados no aspecto ou no cheiro

  • Lampreia;
  • Papas de sarrabulho;
  • Tripas à moda do Porto;
  • Sushi;
  • Torresmos;
  • Rojões à moda do Minho;
  • ... e é capaz de haver mais que agora não me lembro...

sábado, 3 de março de 2018

Nova descoberta

Jens Lapidus e o seu "Apagar Estocolmo". Alguém conhece? Vale a pena? Não contem o enredo, opinem dizendo apenas se é melhor ou pior que o Larsson ou o Nesbo.

quinta-feira, 1 de março de 2018

Metadona digital

Foi a expressão que me ocorreu quando, há poucos dias, passei por um centro aqui de Braga que distribui a dita cuja substância a drogados.
Cá em casa está instituído o regime de não-acesso à net a partir das 22h, aplicável exclusivamente ao menor de idade cujo telemóvel está guardado por motivos de saúde e segurança e assim ficará durante mais umas 3 semanitas. A ver se o processo de desintoxicação surte o efeito desejável...

domingo, 25 de fevereiro de 2018

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Macacadas

(Eram todas tão boas, mas tão boas, que é extremamente difícil escolher apenas uma...aguentem-se com as que aí vêm!)