segunda-feira, 28 de setembro de 2015

É bem verdade o que diz o ditado

Depois de um final de Agosto e mês de Setembro bem agitados, com a procura de casa nova, decisão sobre as opções visitadas, escolha da mesma e desarrumações de um lado para arrumar do outro, ao mesmo tempo que viajo diariamente, por motivos profissionais, para concelho minhoto vizinho do da residência, eis que sinto que inicio / iniciamos o período de acalmia que todos merecemos. Sinto-me cansada. Regresse lá esse feriado de início de Outubro, como diz um dos candidatos a Primeiro-Ministro. De qualquer modo, duvido tanto que aconteça que nem ele levará o meu voto no próximo Domingo.

sábado, 26 de setembro de 2015

À terceira é de vez

Depois de 2 semanas a ir tomar banho quente à casa antiga, cansar-me disso e decidir lavar-me às prestações com água fria, após uma situação a aquecer panelas de água, hoje, finalmente e após o filme EDP - Agendamento, senti o calorzinho do líquido que me lavava o corpo e a alma. Tão, mas tão bom...

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Se visse a EDP à minha frente, matava-a com um tiro num certo sítio

Se eles sabem, melhor do que qualquer cliente tem a obrigação de saber, que a instalação do gás e a ligação do contador do mesmo só são possíveis na presença da entidade inspectora dos mesmos, como é que é possível eles não agendarem em simultâneo a instalação e a inspecção e não informarem, durante os vários contactos telefónicos efectuados na semana passada, o cliente de que é necessário nós, cliente,  requerermos a vistoria do mesmo? Pelos vistos, esta desinformação e esquecimento por parte das pessoas assistentes nos telefones é práctica comum desta empresa, pois o técnico que veio cá hoje afirmou que era já o seu segundo caso do dia em que um serviço estava agendado sem que o outro o estivesse.
Se isto não é duma incompetência atroz, não sei o que lhe poderei chamar...
Senti mesmo necessidade de tomar um banho de água fria para esfriar os ânimos, de tão furiosa que estava! Nada que não tenha vindo a fazer de há 10 dias para cá. Mas que custa, custa!

domingo, 20 de setembro de 2015

Dos cristais e porcelanas

Raramente os copos e os pratos foram usados nos últimos 16 anos. A partir de agora terão uso diário. Quando se partir a primeira peça, não sei se chorarei baba e ranho ou se apenas encolherei os ombros e pensarei "paciência, ainda tenho os outros todos para partir até ao fim da nossa vida".

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Coisas más duma mudança de casa

  • Ter que aquecer água nas panelas gigantes (que raramente são usadas para cozinhar) para poder tomar banho causa um desconforto enorme; faz-me recordar os tempos em que a minha mãe fazia o mesmo e eu me lavava dentro duma bacia;
  • Esperar quase duas semanas por um frigorífico novinho em folha, que supostamente deveria ser entregue hoje mas se calhar nem amanhã, dá-me cabo dos nervos; não há meio de o poder encher com as guloseimas e fruta e legumes habituais;
  • Não ter tomadas eléctricas nas casas de banho é muito estranho; questiono-me como é que o rapaz fará o bigodito, já que eu não uso secador para o meu cabelo; cá nos arranjaremos;
  • Não poder comprar mantimentos frescos e/ou congelados por não ter onde os guardar obriga-me a pensar demasiado no que se vai jantar; é que isto de se jantar fora diariamente arruma com o orçamento de qualquer uma;
  • ...
Fora estas pequenitas coisas, que se vão resolvendo uma de cada vez, que é como quem diz, uma por dia, estamos a gostar de estar aqui, estamos.

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Coisas boas duma mudança de casa

  • O calçado e roupa que já não usamos há anos sai dos armários e vai fora. Umas coisas são lixo, outras são para dar a quem precise;
  • Aqueles papéis que guardamos porque podem dar jeito mais tarde já não dão jeito nenhum;
  • A sensação de descobrir um sítio novo, os seus acessos pedonais e de trânsito, vulgo atalhos, é muito boa;
  • Aqueles enlatados que fomos acumulando na despensa à conta dos cupões de desconto dum certo hipermercado desaparecem num ápice;
  • Organiza-se o espaço interior e as arrumações melhor do que na "casa antiga";
  • Aqui há espaço para estacionar os carros a qualquer hora do dia. E se não houvesse, sempre teremos a garagem, quando de lá retirarmos os caixotes cujo conteúdo ainda tem que ser arrumado cá em cima;
  • ...

terça-feira, 15 de setembro de 2015

A minha primeira vez - a total failure

Tínhamos planeado andar juntos de autocarro hoje: a primeira vez que eu, condutora de viatura própria há 25 anos, o faria em Braga, logo, mais uma novidade nesta fase da vida familiar. O rapaz faria o percurso "casa-escola" e eu faria o percurso "casa-escola / escola-casa". Agora adivinhem o que é que nos demoveu e lá acabámos por ir de carro, como vem sendo hábito há 10 anos... (esta é mais fácil do que a anterior).

Então, Pseudo?

Perguntam vocês: "Qual foi a primeira refeição cozinhada na casa nova?", adiantando uma hipótese algo excêntrica do género "codorniz recheada com alheira e puré de maçã" e de sobremesa um "soufflé de pêra com canela".
Respondo eu: "Claro que sim! Esmerei-me nas lides gastronómicas precisamente ontem ao final da tarde, após ter passado duas horas a escolher os ingredientes certos. Estava tudo um mimo, segundo me disseram eles. Até me ajudaram a lavar a loiça, a de ontem ao jantar e alguma que ainda estava embalada, vejam lá bem..."

(Um miminho para quem adivinhar qual foi, de facto, o jantar d'ontem. Pista única: enfrascado, enlatado e embalado...mas cozinhado!)

domingo, 6 de setembro de 2015

Update da mudança

Ainda estamos cá, mas também já estamos lá. Espera-nos mais trabalho lá do que o que falta fazer cá. Com jeito e calma e alguns produtos de limpeza, e a ajuda da companhia da água, luz e gás, aproxima-se a primeira noite lá...

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Dúvida doméstica

Qual a primeira coisa a embrulhar ou empacotar quando se muda de casa? É que eu não sei por onde começar!