domingo, 28 de dezembro de 2008

São gostos

Tenho um novo herói cinéfilo desde a semana passada: o último James Bond, o Daniel Craig. O fulaninho tem uma pinta do caraças. Atrevo-me a dizer que ultrapassa o escocês charmoso na minha escala de charme, verborreia e raciocínio rápido. Gosto daquele olhar azul frio. Gosto do seu ego e daquele ar de convencido. Achei-o um bocadinho entroncado demais para o que estava habituada nos "Bonds" anteriores, mas nem isso é defeito neste. Ai, ai...