quinta-feira, 24 de maio de 2012

O melhor deste blogue são os títulos

Porque bem espremidinho, o sumo sabe a pouco ou nada. É como aqueles limões bonitos, redondos e amarelos que ainda estão suspensos do limoeiro, mas quando os usamos, aquilo até dá para chorar de tão azedos que são. Ou não. E a correria que nunca mais acaba!