quarta-feira, 18 de abril de 2012

As minhas minorias


Diz-se que a malta jovem tem uma predisposição quase inata para lidar com jogos virtuais, entretenimento online, informação recebida e transmitida via PC e outros gadgets.  Pois eu tenho uma minoria de alunos - estamos a falar de malta com idades compreendidas entre os 15 e os 19 anos - que, à excepção do uso de telemóveis (devem ter nascido com um agarrado à mão, a julgar pelo uso constante que dele fazem 24/7), questionam-se acerca do mesmo. Afirmam não ter conta no facebook, não sabem sequer o que é o twitter e o HI5 já era. Dizem mesmo não ter conta de correio electrónico, recorrendo à dos amigos para enviar trabalhos, e isto surpreende-me. Ainda bem que existem pessoas assim, que dão mais valor ao contacto pessoal do que às inovações tecnológicas da realidade em que vivem. Será uma questão de "deixai-os crescer" ou manter-se-ão assim, conscientemente desinteressados?

10 comentários:

  1. E são conscientemente info-excluídos ou apenas analfabetos funcionais?

    ResponderEliminar
  2. Ness, penso que a tua 1ª opção é a correcta. Mas também acho que deve ser uma questão de tempo até se maravilharem com as potencialidades deste mundo.

    ResponderEliminar
  3. Quando realmente perceberem que actualmente e na parte do mundo onde vivem, ter conta de email é a caminho de indispensável nos dias de hoje, irão ceder.
    A minha melhor amiga cá, tem 30 anos e não tem conta no fb. Uma moça que trabalhava na mesma empresa que eu, até há 1 ano, pelo menos, não tinha telemóvel sequer. Usava tlf fixo e marcava encontros à moda antiga ou email. Eu acho isto um exagero, mas ela adorava a liberdade que tinha.

    Não é preciso ter um telefone esperto, mas convenhamos que se a tecnologia existe a nosso favor, podemos fazer um uso positivo da mesma sem viciar.

    ResponderEliminar
  4. Pusinko, também estou convencida que mais cedo ou mais tarde sentirão essa necessidade e daí até ao resto que nós conhecemos é um pulinho. :)

    ResponderEliminar
  5. Eu acho que mais dia menos dia a paixão pelo mundo da internet cresce e pronto...será vê-los aí no facebook e coisas assim.

    ResponderEliminar
  6. Nem mail?? Hummmmm.......é de desconfiar.....;)

    ResponderEliminar
  7. Tão a gozar com a tua cara e a arranjar desculpas p não entregar os trabalhos...

    Tal como eu fazia em 1997 :-P

    ResponderEliminar
  8. Diuska, concordo que será inevitável, não necessariamente uma paixão. :)

    BDM, estamos a falar duma minoria: 7 ou 8 alunos num universo de 92 que tenho, com essas idades que não se interessam, nem usam por iniciativa própria, estas modernices. :)

    Riquinho, podem entregar em papel. Agora há de facto os que não entregam nem duma maneira nem doutra. Tal como em 1997, haverá sempre calaceiros como tu :P

    ResponderEliminar
  9. Eu até percebo que não tenham facebook (às vezes gostava tanto de me livrar do meu), mas e-mail e outras cenas não faz sentido. Hoje, por mais romântico que isso possa parecer, decidir ser info-excluído é o mesmo que decidir não saber ler.

    ResponderEliminar
  10. ROQUE, segundo o Riquinho, podes desactivar a conta. Ele já me ensinou como, mas varreu-se-me.
    E concordo contigo, mas acho que "info-excluídos" é um termo muito forte. No caso destes poucos, eles conhecem a existência de...não usam nem se interessam por tal. Tal como disse, penso ser uma questão de tempo, até precisarem ou se maravilharem. :)

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.