terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Desconfiança cá da casa

Suspeito que a minha máquina de lavar roupa engole as meias, pois é rara a semana em que não encontre uma meia sem a outra simétrica. Ele há coisas...

Os homens são seres admiráveis e amanhã vou ter oportunidade de confirmar tal

Todos e todas sabemos o ritual matinal deles: acordam, esticam-se, levantam-se, coçam os gémeos e cambaleiam em direcção à sanita, a fim de dar a primeira mija do dia, aquela que os faz proferir um "AAHHHHHH!" de grande alívio, enquanto esfregam os olhos com a outra mão. Acabado o acto mictório, cujo destino é um buraco relativamente grande e bem visível, abanam o dito cujo e ou vão p'ró duche ou protegem-no - ao dito cujo - com umas cuecas todas catitas. Isto tudo ainda a dormir em pé. E sem sujar o rebordo da sanita, motivo de tanta discórdia entre tantos casais. A brincar ou não, motivo de muitos divórcios em Portugal. 
Pois é precisamente esta capacidade deles que eu admiro e que amanhã eu terei que realizar: a de acertar num buraco, mais pequeno do que o deles, com cerca de 5 centímetros de diâmetro, ainda sonolenta e possivelmente a sentir tonturas matinais e sem sujar o dito rebordo!
Não, não estou grávida (antes que adiantem a hipótese pela centésima quinquagésima oitava vez).