domingo, 4 de dezembro de 2011

Trabalhos de casa

À saída do consultório de sexologia do Dr. Prazeres & Associados, após mais uma sessão de terapia sexual, a Maria e o Manuel já notavam algums diferenças em si, como casal. Se no início destas consultas, ambos saíam ainda meios encavacados, ela mais ruborizada do que ele, é um facto, hoje isso já não acontecia. Aliás, era vê-los a sorrir e de mãos dadas, como se de dois pombinhos recentemente enamorados se tratassem. A terapia receitada, "trabalhos de casa", como o Dr. Prazeres gostava de lhes chamar, estava a dar bons e visíveis resultados: ele recomeçou a tratar das suas árvores de fruta, mais precisamente do seu querido pessegueiro, no quintal das traseiras da casa; ela dedicou mais do seu tempo às limpezas caseiras, coisa que antes detestava fazer, tendo todo o cuidado de, diariamente, limpar as teias de aranha dos cantos mais recônditos do lar.

E ainda dizem que os trabalhos de casa roubam tempo ...pois, pois!

Infoexcluída é a vovozinha, mas não a minha!

Porque a minha sabe mandar e-mails. Ora toma!