quinta-feira, 18 de janeiro de 2007

Da Morte


É o diálogo mais hilariante acerca do tema que alguma vez li. Lido pela primeira vez enquanto adolescente, re-lido alguns anos mais tarde, já adulta, nunca esquecido e hoje lido novamente, graças à paciência do Sr. António.
A Morte joga às cartas, come e bebe, precisa de dinheiro para se alojar num hotel, lê jornais, usa calçado, é desastrada, tropeça, escorrega, cai, sente dores de cabeça, sabe coisas acerca do Além, é fraca e insegura, sugestionável, subornável, "parva, cretina", como se menciona na página 204. O Nat é um cinquentão bonacheirão, com um belo futuro pela frente (pensava ele), que passa a ser um jogador ardiloso e calculista. Afinal é a sua própria vida que está em xeque.
Recomendo, a fim de darem umas boas gargalhadas: A Morte Chama, by Woody Allen - no livro "PARA ACABAR DE VEZ COM A CULTURA".

XXX - Carochinha para adultos

O Príncipe Encantado encontra-se com a Branca de Neve e pergunta-lhe:
-Quer casar comigo?
-Claro, Majestade - responde a amiguinha dos sete anões.
Então o Príncipe Encantado tira o seu membro para fora e pergunta-lhe:
-Você sabe o que é isto?
-O vosso belo (????? - os pontos de interrogação são meus) pénis, meu Príncipe - responde ela.
Desolado, o Príncipe Encantado continua à procura.
-Vou embora. Preciso de uma mulher inocente (santa ignorância!!).
O Príncipe Encantado vai a casa da Gata Borralheira e pergunta-lhe:
-Quer casar comigo?
-Claro que sim - responde a bela enteada.
O Príncipe faz o mesmo que fez com a outra. Mostra-lhe o belo dito cujo e pergunta-lhe:
-Você sabe o que é isto?
-O vosso pénis viril, meu Príncipe - responde ela.
-Vou embora. Exijo uma mulher casta para minha esposa - reclama o Príncipe.
Então o Príncipe Encantado encontra a Chapéuzinho Vermelho na floresta e pergunta-lhe:
-Quer casar comigo?
-Claro, sua Alteza - responde a mocinha.
Então o Príncipe Encantado repete o ritual de tirar o belo pénis para fora e pergunta-lhe:
-O que é que eu trago aqui?
-Isso é uma minhoquinha, meu Príncipe.
Maravilhado com a cândida e inocente Chapéuzinho Vermelho, o Príncipe Encantado casa-se com ela.
Na noite de núpcias, o Príncipe diz à Chapeuzinho:
-Isto que eu tenho aqui é um pénis, não uma minhoquinha.
E vai ela:
-Não, meu belo Príncipe. Isso é uma minhoquinha. Pénis era o do lobo mau...
.
.
.
.
E agora pergunto eu: onde anda a Carochinha?