quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

A minha primeira vez

À hora a que este post vai para o ar, dois coisas acontecem pela primeira vez na minha vida:
  • é publicado um post escrito antecipadamente
  • estão a mexer comigo e eu não sinto nada
Depois da sobremesa, conto como foi.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Amanhã vou à faca.

A minha cabeça vai ser cortada.
E se sangrar demasiado? E se anestesia demorar a pegar? E se a mão da médica escorregar para onde não devia? E se ela cortar demasiado? E será que a médica vai estar a mascar xiclas? E será que serei transportada de cadeira de rodas? E levantar-me-ei sozinha ou alguém ajudar-me-á? Será que se vai notar a falta de cabelo debaixo do gorro? Só dúvidas que me atormentam.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Big Brother is watching you

O Orwell sabia-la toda! Visionário do caraças que até previu que, às segundas à noite, eu ficaria viciada nisto:
(E o mocinho não é nada de se deitar fora, não senhora!)

O que se ouve por aqui, depois de remexer em velharias musicais


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Fez-se-me uma comichão

É impressão minha ou a cerimónia dos Óscares acontecia em Março, até há poucos anos? E quando é que mudou para Fevereiro? E ainda há gente em Portugal a ficar acordada para ver aquilo em directo? Este ano estou com a sensação de que sou a última a saber de alguma coisa que se passou recentemente.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Rima desportiva

O Luizinho e o Luisão
Acabaram o jogo
Com um grande cabeção.

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Guimarães em Braga

Hoje vou ver muitas bolas a passarem.  E alguém vai ficar com um "melão" daqueles!  E a primeira  frase não tem absolutamente nada a ver com o título do post, mas se quiserem relacionar os elementos, estejam à vontade.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Algo a que acho piada na fase da adolescência

A mudança de personalidade daqueles miúdos que em Setembro (início dum ano escolar) são a timidez em pessoa e o exemplo irrepreensível de bom comportamento, e que entretanto desabrocharam.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

A educação leva-se de casa

Não há mãe nenhuma no mundo que não se preocupe com o bem-estar dos seus filhos. Contudo, há umas que se preocupam demais, outras nem por isso. Acho que daqui a 5 anos, eu vou pertencer a este último grupo. Ironia do caraças, no próximo sábado o petiz vai celebrar o aniversário numa pista de bowling.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Pseudo, lembras-te do que fizeste no dia 19 de Fevereiro de 2002?

Lembro sim, senhora! Estive a matar saudades online com os escoceses até às 3 da manhã. Ainda bem que no dia seguinte não tive que ir à escola, apenas fui parir ao hospital mais perto.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Passou-me pela cabeça

Hoje saí duma reunião com a sensação que alguém, hoje ainda, iría levar uma coça daquelas valentes, que deixam mazelas físicas e psicológicas, das quais não se falam aos colegas no dia seguinte.

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Cheiro a estrume

Foi o cheiro predominante do local onde me encontrava por volta das 10:15 da madrugada deste sábado. Não posso dizer que não tenha gostado do sítio, bem pitoresco, mas o cheiro foi efectivamente a característica marcante. Isso e estar a cerca de 30 minutos de casa e pensar que estava no cu de Judas, tão grosso era o nevoeiro e curvilíneo o trajecto.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Relação causal entre a nossa despensa e as casas-de-banho

A primeira está cheia de comida. As segundas estão cheias de papel higiénico. Tão cedo não vamos às compras. Ainda mais que a sogra mandou grelos.

(Ok, vocês, leitores, podem não perceber nada do que escrevo, às vezes, mas eu percebo e é isso que interessa.)

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Em directo do restaurante

Então cá estamos a cumprir mais uma data, mais um dia especial em que nos empiricaitamos, ambos, para parecermos bonitos, belos, amorosos e apaixonados como antigamente, com a diferença de que ambos temos mais uns quilitos do que há 20 anos.
Ele, como às vezes é habitual, abriu a porta do restaurante onde reservámos mesa com 5 dias de antecedência e mesmo assim com grande dificuldade, pois foi a nossa 4ª escolha - qual crise, qual quê, ambrósio!
Ambiente de penumbra, em tons vermelhos, pretos e brancos, apropriados à ocasião. Música das desaparecidas Toni Braxton e Celine Dion a tocar, e empregados de mesa plantados em vários recantos, outros encostados ao balcão, tendo em comum um avental preto com um coração vermelho bordado. "Que paneleirice", sussurro eu, mal entro, à minha companhia, o que o fez sorrir, sem desfazer a pose e colocando a sua mão nas minhas costas, de modo a fazer-me avançar para a tão desejada mesa onde finalmente estamos, neste preciso momento em que vos escrevo, a saciar a nossa fome.
Observo os casais à minha volta e a minha sagacidade faz-me concluir o seguinte: os dois casais da mesa ao canto gostam de swingar. A mão dele na dela e a perna oposta a tocar na da outra fulana são prova certíssima disso. E os parceiros nem se importam, de tão distraídos que estão a olhar para a televisão, à espera que o Benfica comece a jogar novamente. O casal jovem que está atrás do mais-que-tudo parece-me genuinamente apaixonado, pois não conseguem desviar o olhar embevecido e cego um do outro. A loira e o manganão, estrelas lusas de Hollywood - se não são, agem como tal, tal é o volume de voz usado nas conversas com o dono do local -são os mais notados, ela com os seu batom rouge fogo e ele com o seu ar de pessoa de bem com a vida, risonho e dono do mundo. 
Ora, nós somos mesmo os mais sossegaditos, pois o mais-que-tudo só tem olhos para uma coisa e eu também. E as nossas mentes estão sintonizadas para a sobremesa, que vem já a seguir, durante a qual serão exibidos os dotes do pasteleiro.


Guess who said it

"Will you be my cell mate...in Azkaban?"

(Have a lovely Valentine's Day)

Foi isto que me calhou no envelope do dia.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Estou um bocado farta de muita coisa

Umas grandes, outras pequenas. Um destes dias boto tudo cá p'ra fora, duma maneira ou doutra.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

" Porque é que as gajas gostam tanto de espremer pontos negros?" - pergunta o Toni dos Bifes

Toni, pah, eu não sou todas as "gajas", portanto só falo por mim.
Da mesma maneira que eu tenho uma visão bastante peculiar sobre a camada pilosa dos gaijos e gaijas, o mesmo se passa com os pontos de prazer deles, que passo a explanar.
Os pontos negros desfeiam a pele máscula que gostamos de apreciar de alto a baixo, por isso, quando eu os espremo - e atenção que só o faço na epiderme do mais que-tudo, que, infelizmente, nem sempre me permite tal, pois sabe que logo a seguir dá um salto para o lado e olha-me com um olhar de assassino impiedoso e vingativo - estou a fazer um favor não só a ele, que lhe deixo a pele limpa de impurezas e apêndices inestéticos, como a mim, pois dá-me um imenso prazer ver aquela pinta preta a sair lentamente do buraco, ao ritmo do meu apertão. Momentaneamente, sou dona e senhora duma pinta preta, que só sai quando eu quiser. É uma sensação de poder sobre o outro, só comparável à sensação que temos quando provocamos o nosso parceiro sexual, que só se vem quando nós lhe damos lustro (Desculpem lá a brejeirice, mas pode ser que assim o Toni perceba melhor).

Remédio santo

Fartei-me das minhas unhas compridérrimas! Cortei-as bem rentinhas, com corta-unhas. Da maneira que estavam, não davam para espremer os pontos negros e afins ao mais-que-tudo sem o magoar! Assim, resolvi o meu problema.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

O que eu fui desencantar!

Quem é que nunca berrou isto numa qualquer festa? A música não tem piadinha nenhuma, mas aquele refrão é contagiante.
E alguém descobriu quem raio era a Alice ou não?

22 questões de rajada

Mais uma vez e não sei porquê, este blog mereceu um daqueles selinhos virais a que está associada uma série de questões sobre a minha pessoa. Mesmo sabendo que estas correntes blogosféricas não me agradam particularmente, as duas meninas castigaram-me no mesmo dia. Ora, como já é habitual, costumo desobedecer às regras da coisa e desta vez não há excepções. Assim, não colocarei questões e não nomearei ninguém. Poderei dizer que sou o elo mais fraco. Paciência!



A CoriscaRuim pergunta:
1. Chá ou café? - Café. Detesto chá.
2. Um pecado capital? - Só um? Cometo-os quase todos, mas o que se destaca em mim é mesmo o da gula.
3. Se pudesses nascer na pele de outra pessoa, quem seria e porquê? -Eva. Gosto muito de maçãs.
4. Flor favorita? - Girassol.
5. A viagem mais louca que fizeste? - Foi uma viagem pequenina a Braga, à socapa, para ver a serenata , no domingo, durante o Enterro da Gata. É que na segunda à noite havia Quim Barreiros em Coimbra e eu não queria perder o homenzinho.
6. O programa de televisão mais trash que conheces? - Sei lá. O AXN não passa trash. Casa dos Segredos, talvez?
7. O país em que gostarias de morar? - Holanda.
8. Um fétiche? - Unhas, apesar de eu não usar as minhas do modo a que lhes daria uso em certos contextos.
9. Um defeito? - Teimosia.
10. Uma palavra? -“’mor”.
11. Uma música? -“Dunas”, dos GNR. O gaijo cantava tão mal, mas foi mesmo uma música marcante naquela época. 

A Utena pergunta:

1. Qual é o teu ódio de estimação? Se é que tens. - Empata-fodas da condução. Costumo agraciá-los com impropérios giros.
2. Dás valor as datas? Ou a vida para ti é para ser vivida e as datas festejadas quando queremos? - Não. Os dias são para serem vividos e Natal é sempre que quisermos.
3. O que farias por amor? - Viajava.
4. O que dirias ao teu eu de agora se pudesses voltar do futuro? - Pseudo-Maria, não devias ter comido tantas oreos!
5. Maior medo? - Morte dolorosa e lenta.
6. Rádio ou televisão? - Televisão. Abro uma excepção para “A Linha Avançada”, com o José Nunes na Antena 3.
7. Já amaste sem ser amada? - Penso que não.
8. Do que sentes saudades? - Dos meus 20 anos.
9. Emigravas? - Que remédio.
10. O que te tira do sério? - Apontarem-me um defeito que o/a apontador/a também possui.
11. O que te atrai em alguém? - Unhas, dentes, olhar, sorriso e humor.

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Alguém faz anos hoje, brevemente, este mês?

Isto é sério. É que não quero esquecer-me, como é habitual em mim. E sei que a minha lista de Fevereiro é grande.
Vizinha, tu perdoa-me, se acontecer, ok? Mas podes sempre recordar-me o dia novamente, eu agradeço.

Memórias do futuro

A Língua Portuguesa - tão mal tratada cá dentro e lá fora, a ponto de lhe quererem modificar a grafia por decreto, entre outras maldades que lhe fazem diariamente - é hoje testada pelo petiz.
Nós também tínhamos aulas ao sábado de manhã, ou não? E ninguém morreu por causa disso.
(Nota: este é um registo para futuras leituras, um apontamento para que daqui a 20 ou 30 ou 40 anos alguém se recorde de momentos do seu percurso escolar.)

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Sabe tão bem!

Hoje deram-me os parabéns por ter feito anos em Agosto. Eu agradeci, como pessoa bem educada que sou.

Irritações - XX

Profissionais  - no caso em questão, uma médica dermatologista - que atendem utentes a mascar pastilha elástica. Revela falta de educação e profissionalismo.
E atenção que eu adoro mascar chiclas.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Flashnews

Brevemente vou andar com um penso na cabeça. Depois do Carnaval. É desta que rapo a tola!

Que relação têm os portugueses com a internet?

Questão colocada durante o noticiário das 13:00h na Sic, de resposta fácil: 
-Ligam e desligam, ora. E os que não são portugueses fazem o mesmo.

A minha prenda para o Cristiano Ronaldo

Confesso que são estas prendas, as inesperadas, que me dão mais gozo dar e receber.
Hoje o Cristiano Ronaldo faz 28 anos. Quis o destino que ele e eu estivéssemos no mesmo local à mesma hora. Cantei-lhe os parabéns e bati-lhe palmas. Não é qualquer um que se pode gabar de me ter na assistência.

P.S.: Se às 7:30 da manhã alguém me dissesse que entre as 10:30 e as 11:50, eu estaria no Estádio D. Afonso Henriques, eu diria que a pessoa estava tolinha; ainda mais em aula de teste. Acontece que o poder de persuasão de 29 adolescentes, acrescido de pressões externas, tiveram um peso tremendo, a que não se opôs quem me dirige. Fui e vim, perdi quem levei, voltei a encontrá-los no ponto de partida e fiz felizes, momentaneamente, os 29 persuasores.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

I wonder

Andei a ver as notícias online e das muitas que li e vi, uma fez-me questionar o seguinte, que acho importante na vida de qualquer pessoa. A Lady Gaga será uma pessoa feliz? Quando tiverem pachorra, vejam fotos da dita cuja e digam-me se a minha pergunta não faz todo o sentido. É que eu acho que não, que ela não pode ser feliz. Mas posso estar errada.

Fim do sentimento de intriga

"(...)
Como de costume, quando voltar a pôr qualquer coisa em pé vais ser a primeira a saber. E qdo fizer um blogue novo também :-P" - Riquinho

Isto dava azo a muitos mexericos, não dava?

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Q (ler à inglesa)

I have a weak spot for young-looking lads wearing glasses who dress as old men and know what to do with gadjets.

Afinal quem é que é cusca?

Local: Loja do Cidadão de Aveiro
Tempo: Ontem, sábado de manhã
Objectivo: Requisição do Cartão Europeu de Seguro de Saúde para o petiz
Intervenientes: petiz (p.), Pseudo (P.), mais-que-tudo (mqt.), funcionária pública (fp.)

Eu sento-me na única cadeira disponível em frente à secretária da fp e a conversa desenvolveu-se mais ou menos assim:
p.- Mãe, deixa-me sentar aí.
P.- Filhote, sou eu que vou falar com a senhora, podes ficar de pé aqui ao lado ou sentar-te ao meu colo.

(Interrompo para dizer que o meu filho fará 11 anos brevemente e está quase da minha altura, tendo eu 164 cms desta e a ele não lhe faltam nem mais 10 para os ditos cujos.)

fp.- Eles são uns cuscos, sempre a quererem saber o que se passa.
P.- Bem, o assunto a tratar tem a ver com ele e ele sabe-o, é natural que queira saber como se passam as coisas.

Entretanto, com ele ao meu lado, digo à fp. ao que vou e entrego-lhe o Cartão de cidadão do petiz.
Ela lá insere o que tem de inserir no programa e é nessa altura que partilha um esgar algo intrigada e pergunta:
fp.- Estão de férias?
P.- Não, estamos de fim-de-semana.
fp., a dirigir-se ao p.- Gostas mais de viver lá ou de estar cá?

E penso eu com os meus botões: Afinal quem é que está a ser cusca, agora?? 

P.S.: O mqt. foi quem nos conduziu a Aveiro, antes que perguntem qual foi o papel dele nisto tudo. E teve outro, mas agora não me apetece partilhar.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Estou muito intrigada

O meu amiguinho virtual não-imaginário anda desaparecido destas lides. Isto do gaijo finalmente, após os 41 anos, dar mais importância e atenção à vida longe dum computador, preocupa-me deveras.

Disposição nocturna actual