quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Estou com um mau feitio que até a mim me dá asco

Há eventos sociais convencionalmente obrigatórios que me põem os nervos em franja e aos quais me dá algum prazer não estar presente, apesar de até gostar de conviver. Somos todos seres sociais e sociáveis, por necessidade, gosto, tendência, mas já não me apetece aparecer apenas para marcar presença ou desfilar a minha carteira nova e os acessórios todos catitas. A saber:
  • missas
  • funerais
  • jantares de empresas
  • reuniões de trabalho
  • greves
  • festas de (outras) famílias
  • romarias
  • arraiais
  • visitas de cortesia a quem não me diz quase nada
Não gosto de fazer fretes só para agradar a terceiros. E aproxima-se a época em que farei alguns. Raio de dilema!

Caraças

Estava agora mesmo para escrever qualquer coisa, mas varreu-se-me.

Da greve de hoje

Descobri que tenho 33 alunos (num universo de 41 que teria hoje de manhã) muito trabalhadores, reivindicativos e zelosos dos seus direitos profissionais (esta é para levar à letra), que, conscientes das dificuldades actuais sociais e económicas da pátria, decidiram ser solidários com os demais. Bem hajam!

P.s.: Vêm TODOS de transporte público, claro!