quarta-feira, 20 de maio de 2015

Fiquei com a pulga atrás da orelha, fiquei...

Estava eu a folhear aquela secção central duma revista, que aparece agrafada e é de tamanho mais diminuto e que foca locais de lazer e de natureza cultural, quando dou de caras com uma referência a um sítio qualquer de restauração, já não me lembro onde, que publicitava algo que eu julgava impossível de existir: FRANCESINHA VEGETARIANA.
Ou eu continuo a não perceber nada de francesinhas, o que até é natural em mim, pois não as aprecio devidamente nem corro atrás delas; ou este conceito é em si mesmo um paradoxo. Alguém me explique, se faz favor, como é que um prato que leva bife e linguiça se pode chamar de vegetariano.