sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Da bicha

A tartaruga gosta de trepar paredes. Literalmente. Um destes dias, dá uma cambalhota para trás e fica virada de pernas p'ró ar. Ai fica!

Idiossincrasia

Hora do almoço. Os três do costume e mais um. Acho que o "um" é o elemento novo.

Bebe limonada feita só para ele. A solha é frita com arroz de tomate mas ele quer escalada na grelha com arroz branco. Tem um sotaque de beto de Cascais. Mãe, também, nem sei, cenas pa ti. Fala com as mãos. E num tom muito alto.


Merda de Sporting, o filho joga cumó caralho, o cabrão do médico até liga para pedir bilhetes para o jogo de futebol, caga nisso, 'ta foder, vocês 'tão a fumar cumó caralho, foda-se!, desmarcaram-me a consulta, oh caralho, preciso de apanhar a merda da vacina, olha-m'aquela peixa boa!, é a sério, oh caralho. 


Sócia, sem papas na língua!

Gente do nuorte

E sítios fixes para comer ali para o Puorto? E buber? Francesinhas. Piqueno-almoço. Finos. Deixem lá os rojões. 

Boua bista. Boua gente. Boua comida. Hmm?