sábado, 16 de junho de 2012

"É a completa loucura!"

Esta foi uma das frases proferidas por um dos colegas de turma do meu petiz quando, ainda estavam presentes os pais que os levaram ao parque de diversões a uns 25 Kms daqui do burgo, viram o que os esperava: liberdade no meio dum bosque imenso, com direito a escalada, rappel, slide, caminhadas, BTT e mais não sei o quê. Tudo isto para um dia e meio, na companhia de monitores adultos e de dois pais (os intermediários entre os organizadores da actividade e a empresa), os únicos que irão pernoitar hoje com eles, em tendas ou em casinhas pitorescas construídas totalmente em madeira - entrámos na Casa Lagarto, o quartel de campanha do grupo - e com as necessidades básicas: camas, uma casa de banho, um frigorífico, um fogão, uma TV, uma mesa e cadeiras. A esta hora a quantidade imensa de roupa que cada um levou já deverá estar quase toda inutilizada, as sapatilhas devem estar boas para acender uma lareira à noite e os snacks já se terão esgotado. E eu deixei o meu com o coração nas mãos depois de ver os penhascos e pensar que, se algum se perder à noite, haverá uma espécie de Caça ao Homem numa área que ronda os 170 hectares no meio do nada.


(As fotografias foram retiradas do site oficial.)