domingo, 21 de fevereiro de 2016

Alterava uma palavra

"Recomeça....

Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,
Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar e vendo
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças..."


8 comentários:

  1. Respostas
    1. Foi ontem lido após uma conversa interessante, Maria. Uma daquelas coincidências que parece que acertam em cheio. :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Sim. E depois alterava uma segunda. :P

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Sôfrega nada, que eu respiro e como calmamente, olha a porra!

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.