quinta-feira, 18 de julho de 2013

E vocês, montam bem ou não?

Muitas vezes lembro-me dum episódio da minha juventude, que passo a relatar. 
No meu décimo ano, tinha eu 15 anos, tive uma amiga que tinha uma irmã que tinha uma acelera bordeaux. Aquelas motinhas bem giras, que não davam mais do que 60/70 Km /hora. E mais não era preciso. Novinha em folha, prenda dada a si própria, com o seu dinheiro, quando os jovens ainda podiam começar a trabalhar cedo e concluir o 9ºano. Essa minha amiga teve a excelente ideia de num belo dia de inverno vir para a escola de acelera, a da irmã. E vai aqui a vossa amiga Pseudo teve a excelente ideia de se armar aos cucos e pedir para dar uma voltinha à escola, dentro da escola. Era naquela altura em que entravam veículos motorizados nos recintos escolares. A amiga da vossa amiga Pseudo lá acedeu, depois de alguma insistência de minha parte, mas sempre a recomendar-me para ter cuidado, que eu não tinha experiência em montar e conduzir, o que na época era verdade e hoje continua a ser, pois nunca mais assentei o rabo numa mota conduzida por mim. A verdade é que durante uns bons metros montei e conduzi muito bem a dita cuja acelera. Mas chegou a fase do arenito e ao fazer a esquina dum pavilhão, aqui a vossa amiga lá deu o previsível tralho, em cima da acelera novinha em folha da irmã da minha amiga. Resultado: algumas escoriações, arranhanços, riscos na acelera, peças partidas e seguiu-se o empolgante relato do episódio aos respectivos pais e irmã. A mota andava e transportou-nos, às duas, subida acima, até casa da minha amiga. 
Resumindo e concluíndo: os meus pais assumiram a responsabilidade da minha irresponsabilidade e a irmã voltou a ter a sua acelera, passadas umas semanitas na oficina. A brincadeira ficou bem cara aos meus pais, eu nunca me esqueci do que aconteceu, eu e a minha amiga continuámos amigas durante mais uns anitos até que os percursos de vida nos separaram e a irmã fulminava-me com o olhar. 
Este incidente ensinou-me, mais uma vez, que o que é obtido através do esforço próprio é muito mais valioso do que aquilo que nos é dado de bandeja. E ensinou-me também que, naquela altura, eu montava mesmo muito mal!

38 comentários:

  1. Motas , não são o meu forte, mas monto lindamente móveis ikea.

    ResponderEliminar
  2. Mirone, legos por estas bandas :)

    ResponderEliminar
  3. Legos, biclas, móveis.

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. R., biclas tb, mas não o faço com frequência.
      (amanhã tenho o Ness à perna..heh)

      Eliminar
    2. Também monto grandes confusões.

      R.

      Eliminar
    3. R., podes ser mais específico acerca dessas confusões?

      Eliminar
    4. Agora não, que estou com pressa. Bom fim de semana :-)

      R.

      Eliminar
    5. Ok, R. apressado. Bom fim-de-semana :)

      Eliminar
  4. A primeira vez que eu montei, o prejuizo foi bem maior. Só em fraldas e papas...

    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, diz lá que não soube e sabe bem :)

      Eliminar
  5. Eu cá monto muito bem! :)))
    Tudo menos motos, bicicletas, legos, móveis, burros, cavalos...

    Em resumo, sou um inútil! eheheheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leão, as éguas, rapaz...as éguas!

      Eliminar
  6. http://www.youtube.com/watch?v=4ewIudHZ0XI

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai Anónimo. Voltemos a ontem, sim??

      Eliminar
  7. E onde é que estivemos ontem?...

    ResponderEliminar
  8. Já percebi...
    Fui ver os posts anteriores e percebi que foste mimada ontem por um anónimo cavalheiro. Tentarei substitui-lo hoje. Posso tentar???

    http://www.youtube.com/watch?v=GCeHLdilnls

    Que tal? Aprovada?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Começaste mal, mas melhorou radicalmente :) Aprovadíssima!

      Eliminar
  9. Round 2:

    http://www.youtube.com/watch?v=r8OipmKFDeM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vocês Anónimos têm muito bom gosto! UM destes dias torno-me uma de vós!

      Eliminar
  10. É apenas pseudobomgosto de pseudoanónimos num pseudoblogue...(isto é apenas um pseudocomentário...)

    Round 3 (introducing myself):

    http://www.youtube.com/watch?v=gpmO_7yKUHM

    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh lálá!! Esta lembra-me as sessões de karaoke. Não falhava! E não era qualquer um/uma que a cantava de modo a arrepiar-me toda!

      Eliminar
  11. Round 4:

    http://www.youtube.com/watch?v=UAS6daVLT5U

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Actuaram no Meco, hoje. Ou é amanhã?

      (Qts rounds tens em mente?)

      Eliminar
  12. Round 5:

    http://www.youtube.com/watch?v=0p9KNqFtZW8

    E se dormíssemos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahhh, quantas horas a ouvir o Eddie :)
      Last Kiss? Ou uma lullaby?

      Eliminar
  13. Sonha com os anjos:

    http://www.youtube.com/watch?v=vUSzL2leaFM

    Boa noite, Stora ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu também.
      Boa noite, Anónimo substituto :)

      Eliminar
  14. Bonus round:

    http://www.youtube.com/watch?v=9Q7Vr3yQYWQ

    ;)

    ResponderEliminar
  15. Intemporal :)

    Agora só falta identificares-te, como fez o anterior anónimo :)

    ResponderEliminar
  16. Celestina Maria Felgueiras Macedo (mas todos me tratam por Tina)

    BI 03519156
    NIF 191332541

    ;)

    ResponderEliminar
  17. (Better not!)

    Tendas. Barracas, não :)

    ResponderEliminar
  18. Ness, better not, what?

    Não montas barracas na praia? Nunca alugaste uma? :)

    ResponderEliminar
  19. Better not ride bikes?? Não percebi...coming from you and all.

    ResponderEliminar
  20. Hoje não pego contigo sobre este assunto. O Rui Costa é grande :)
    E não, nunca aluguei nenhuma. E se a alugasse não tinha que a montar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas que raio é que eu tenho a ver com o Rui Costa?

      Sério? Se a alugasses na Costa Nova, tinhas essa possibilidade, sabes?

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.