sexta-feira, 12 de abril de 2013

Vou chibar-me (quase) toda

Durante estes anos de blogosfera, li bloggers de toda a espécie e feitio, tal como qualquer um de nós que aqui ande há mais de meia dúzia de dias. As nossas ideias pessoais e os nossos gostos levam-nos a empatizar mais com umas pessoas do que com outras, a comentar mais umas do que outras, a brincar mais com umas e a não tocar assuntos com outras. Verdade à "la Pallisse", certo?
Vai daí, eu, admitindo que sou uma cusca terrível, tenho ousado dirigir-me, via e-mail a quem o tem disponível no blog, a certas pessoas, a quem acabo por fazer um montão de perguntas e com quem tenho tido conversas bastante interessantes e esclarecedoras. Não me lembro de alguma vez me ter arrependido de ter tomado essa iniciativa. Nunca correu mal e tenho tido feedback bastante satisfatório. Gosto de conhecer mais das pessoas assim, entrando-lhes "pela casa dentro" e sentindo que não sou mal recebida, tendo consciência do que significa privacidade e de que o que é dito num lado nem sempre deve ser referenciado no outro. Não sou, de certeza absoluta, caso único na blogosfera, pois não?
E agora questionam-se vossas excelências (eu, pelo menos, questionar-me-ia, se lesse este texto noutro blog): "afinal quem são os e as correspondentes virtuais a quem ela se refere?". E agora respondo eu: "Isso agora..."!

41 comentários:


  1. És terrível!!

    Já me lembrei de ti hoje... fui comprar pão a um sítio que tu conheces!!
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Afrodite, a cusquice nasceu comigo e tenho andado a aprimorá-la nos últimos 40 anos :P

      O 1º ou o 2º? :)

      Eliminar
    2. Lá teremos que escolher um terceiro, n'é? :)

      Eliminar

    3. Desta vez escolhes tu!

      Eliminar
    4. Tb quero pao estaladiço dia destes.

      Eliminar
    5. Pusinko, avisa qd chegares. :)

      Eliminar
  2. Não és, obviamente, caso único. Eu converso com muito pessoal desta blogosfera, seja via mail, seja chat (facebooks e afins), sobre variadíssimos assuntos que não estão explícitos nos respectivos blogs, e também nunca tive qualquer problema com isso. Acho normal existir essa curiosidade, essa vontade de um contacto mais directo, e até mesmo os laços que se criam.

    Tal como dizes, é importante saber que o que é dito em off, em off se deve manter. De resto, acho que essa receptividade é bastante saudável, já que não andamos aqui a falar com as paredes, certo?

    ResponderEliminar
  3. acho que acontece com muito boa gente. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. K. se algum instrumento aprendi a tocar, foi a flauta de Bizet, em contexto escolar. De resto, sou uma nulidade musical. :)

      Eliminar
    2. Ahh....olha, este comentário errou o post....raios!

      Eliminar
    3. deixa lá, somos 2.
      Tb arranhava flauta, na guitarra sei passar 1/2 dúzia de acordes (o suficiente para tocar as Dunas que só tem 4 ;) )

      Eliminar
    4. Sabes mais do que eu. :)

      Eliminar
  4. A flauta de Bizet? A Carmen era flautista? ;)
    Ora aí está uma boa cusquice :)
    Boa tarde P. :)

    ResponderEliminar
  5. Olá Passaroco! BT :)
    É verdade que nunca se viu a Carmen a pegar em flautas, mas possivelmente ela seria tão discreta quanto sedutora. Digo eu, que não percebo nada do assunto. :)

    ResponderEliminar
  6. É normal, é bonito e é bom! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Snail, espero que continues a achar isso quando chegar a tua vez de receber um e-mail meu :P

      Eliminar
    2. E de repente tive medo... :p

      Eliminar
    3. E é para ter. As minhas propostas são todas decentes :P

      Eliminar
    4. @Snail: #beafraid, #beveryafraid ;)

      Eliminar
    5. Passarinho, não assustes a rapariga mais do que ela já está. :)

      Eliminar
    6. A Snail, assustada? Jovem donzela tímida e verbalmente indefesa que é, pois, sim, certamente :)
      Boa noite P. Boa noite S. :)

      Eliminar
    7. Vamos escrever-lhe, tu e eu? :)

      Eliminar
  7. Tu percebes de instrumentos, já se vê :P

    O passaroco também faz BTT?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ness, seu tolo! BT é "Boa Tarde" :)

      Não percebo nada, ora! Caluniador :P

      Eliminar
    2. P.: O Ness adivinhou e tudo :)

      Eliminar
    3. Ai!! Tuites, tu tb andas num selim, enfiado entre as perninhas e com aqueles trajes meio esquisitos?

      Eliminar
    4. O passaroco azul cicla com o seu traje natural, as magníficas penas azuis que o ornamentam :)

      Eliminar
    5. Ou seja, nú, tal como vieste ao mundo. Um dia, apanhas um resfriado :P

      Eliminar
  8. Eu é que não tenho email, senão ia para a cusquice contigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MG, disponibiliza-o e receberás um :)

      Eliminar
    2. Pensarei nisso com carinho.

      Eliminar
    3. Pois tá claro: essa vai ser como a história de mostrar os teus dotes: acontecerá no dia de são nunca à tarde :P

      Eliminar
    4. Talvez os dotes apareçam primeiro. És mulher de pouca fé.

      Eliminar
    5. Pouca é muita! Nenhuma mesmo :P

      Eliminar
  9. Eu e tu já trocamos umas quantas confidências... sou selectiva em regra geral e só o faço com quem acho que é merecedor de tal. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AC, tu chibaste-te!! :)
      Eu penso da mesma maneira. :)

      Eliminar
  10. Uma iniciativa muito curiosa :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estudante, qual delas: eu chibar-me ou eu enviar e-mails a pessoas desconhecidas só porque sou cusca? :P

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.