segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Quando não se sabe, não se quer e a preguiça vence, é isto que acontece

Ainda sem autorização expressa do canino bem falante, atrevo-me a copiar um texto fresquinho, fresquinho, que achei delicioso e muito bem escrito, reflexo do sentimento geral que abunda nas nossas almas:

"Portugal. País paradisíaco porém povoado parcialmente por pessoas pérfidas. País portentoso, pilhado para prover o prazer de poucos privilegiados. Pobre povo pisado, possuído, pervertido, planeando poder partir para patamares posteriores, porém permanecendo prisioneiro de processos paralisantes, putrefactos e pirrónicos.

Presos a partidos políticos, a promessas de prosperidade, a premissas de progresso, permitimos que a peçonha permaneça pairando, putrificando, perpetuando a pena pesada passada pelos principais planeadores da pantomina. Populam os parasitas, pindéricos, prostitutos, pavões, pisoteando os princípios primordiais para poderem predominar principescamente perante a populaça.

Percorremos passo a passo paisagens preenchidas de pesadelo, pensando o porquê de penarmos para preenchermos percentagens, provermos programas ou princípios pecuniários. O pânico pulsa, o povo padece, os políticos pululam.

Políticos? Pressionem-lhes as partes pudibundas! Políticos? Ponham-lhes pinças nos polegares! Políticos? Pendurem-nos pelo pescoço! Políticos? Partam-lhes os pés! Políticos? Prendam-lhes os pulsos! Políticos? Pobres das progenitoras que permitiram que pusessem os pés no planeta! Políticos? Párias paridos pela peidola!
Perpetuamente pertença do povo,
Pobre Perfumado"

5 comentários:

  1. Bomboca, também achei. :)

    ResponderEliminar
  2. riquinho macaco de imitação15/10/12, 11:10

    Parece-me particularmente profícuo, o pobre perfumado, pelas palavras peremptoriamente proferidas pejadas de profundo pesar pátrio e pessoal. Putaq'ospariu :-P

    ResponderEliminar
  3. Colocando a origem nem precisavas de pedir autorização, jove.

    ResponderEliminar
  4. Riquinho, aí está porque também te considero brilhante. Ao canino só lhe faltou o teu último desabafo. :)

    Rafeirito, respeitinho é bonito e nós gostamos. :)

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.