quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Futurologia

Ainda está para chegar o dia em que eu, como boa boca que sou, me babe toda por umas papas de sarrabulho à moda do Minho. Só o aspecto e o cheiro são suficientes para me manter a milhas! Não sei como há gente que gosta disto, a sério! Há muitas iguarias minhotas que adoro, mas esta não é uma delas.


(roubei a foto daqui)

10 comentários:

  1. Também nunca consegui comer tal coisa... Se bem que já comi duas vezes arroz de sarrabulho. Não tive hipótese de fugir!

    ResponderEliminar
  2. Valha-me Santa Engrácia...
    Eu gostos de facto não discuto... até porque apesar de adorar "Papas de sarrabulho" à moda de Braga e "Arroz de sarrabulho" à moda de Ponte de lima... não gosto de outras coisas, como por exemplo uma iguaria muito conhecia no Alto Minho que é o "Arroz de Lampreia".

    Mas não é por isso que me impressiono com aqueles que gostam de a comer e pagam verdadeiras fortunas para se deleitarem com esse manjar.

    Cá para mim... vou ter de te emprestar o meu frasquinho de cholagutt... quem sabe não está aí a solução dos teus sintomas?!

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  3. Ah... só mais uma coisa que me esqueci de dizer: as papas de sarrabulho que costumo comer (e chorar por mais) são de se comer com faca e garfo... num prato... e não numa tigela e de colher de sopa como as que ilustras na foto.
    Não me admira que assim sintas repugnância.

    Só uma perguntinha... e o "pica no chão", o famoso arroz de frango com o sangue do mesmo, também não gostas?

    Beijocas gastronómicas :)

    ResponderEliminar
  4. TÃO BOM!
    Ricas papas de sarrabulho, quando são preparadas por gente da terra.
    Nhamiii

    ResponderEliminar
  5. Como eu te compreendo. Fujo disso a sete pés.

    ResponderEliminar
  6. Não é que adore: amo! Mas amo tanto, tanto, tanto... Acho que era capaz de praticar o amor com papas de sarrabulho!

    ResponderEliminar
  7. Tio, nem uma coisa nem outra, obrigada :)

    Orquídea, por acaso, quando me falaste do que é que o Cholagutt trata, fiquei a pensar que seria o remédio para os maus males actuais. :)Quanto a essas iguarias minhotas que mencionas, digo NÂO. Já ao que tu chamas de pica no chão e eu chamo arroz de miúdos, ADORO. Quando o faço, fica gerelmente muito bem, porque lhe carrego no vinagre. Mas o melhor deles todos é servido no Restaurante Pompeu, na Malaposta, Anadia. Quando fores práqueles lados, os meus, já sabes :)E Cabidela de Leitão? Oh OH!

    Pusinko, blarrghhhhh.

    Roque, gosto quando tu e eu nos entendemos :)

    Julie, com isso não, mas com chocolate e fruta...oh oh. Experimenta jogar ao verdade e consequência :P

    ResponderEliminar
  8. Que nojo!Só de pensar dá-me um nó no estomâgo. medo medo medo.

    ResponderEliminar
  9. Olha o arrozinho de sarrabulho até me soube bem. E uma lampreiazinha à bordalesa, também não digo que não, uma ou duas vezes por ano.

    Almocei há dias no Pompeu, mas foi um leitão tradicional, com um espumante lá do sítio. Muito bom.

    ResponderEliminar
  10. comi uma vez em folgosinho, n resisti ao cheiro, n me arrependi mas duvido q repita

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.