quarta-feira, 30 de novembro de 2011

E se um fedelho de 9 anos

...vos pedisse um casaco de cabedal preto, com gola de pêlo, à aviador, porque "fica muito bem ao R."? Vocês mandavam-no dar uma volta, não era? Pois, eu também mandei. "Cresce e aparece!"

10 comentários:

  1. Olha que merda, tinha eu um tão baratinho para mercantilizar...não tenho sorte nenhuma.

    ResponderEliminar
  2. Eu quando era puto comprei um no Chineses... chamavam-me "O Padrinho"!!!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Bloga-mos, fica para uma próxima oportunidade, ok? É que hoje não posso ficar em amena cavaqueira contigo, estou já já de saída.

    Confuskos, acho que a partir de hoje tb te vou chamar tal...hahahah.

    ResponderEliminar
  4. Mandava-o à merda se dissesse que "fica muito bem a não sei quem", sim. Porque esta merda não é o arrumadinho.

    Agora, se fosse porque achava que ficava fixe e com estilo, mas de uma maneira relaxada, comprava dois. Um para ele e um para mim.

    ResponderEliminar
  5. "tal" ..?? ... não... "O Padrinho"!!!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  6. O puto tem estilo, temos que reconhecer..."que raio de mãe és tu?"
    (como na música)

    ResponderEliminar
  7. Ska, eu não mando o meu filho à merda. Cá em casa, não usamos vocabulário desse uns com os outros :P

    ok, "O Padrinho" ...é preciso beijar a mão, tb? :P

    Ted, é não é? Acho que o traumatizei para o resto da vida dele.

    AC, ora bolas. Sou daquelas mães que não dão aos filhos casacos de cabedal aos 9 anos :) Ele que compre um com o primeiro dinheiro que ganhar, ora ora :)

    ResponderEliminar
  8. Ofereci um ao meu aos 6 anos... ficou super giro :-)

    ResponderEliminar
  9. Riquinho, eles ficam mesmo giros, sem dúvida. Só que eu não ganho o que tu ganhas e vice-versa :P
    De qualquer modo, ainda é cedo.

    (depois queixa-te :P)

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.