domingo, 24 de julho de 2011

Ontem foi só desgraças mesmo


Desgraça europeia elevada a mundial: Noruega.
Desgraça musical elevada a mito: Amy.
Desgraça local que me tocou cá no fundo: atropelamento na minha rua de um pai, o filho e a filha que regressavam a pé da piscina. A filha inspira cuidados de vida.

Este mundo anda louco há muito tempo.

7 comentários:

  1. Que dia negro realmente...
    Achoq ue os excessos de velocidade nas cidades (deduzo pela piscina que terá sido numa cidade) deviam ser severamente punidos...

    ResponderEliminar
  2. Tio, foi acidente estúpido: o condutor seguiu em frente quando a estrada fazia um braço à direita, atropelando as 3 pessoas que só por acaso-lugar errado à hora errada - passavam em frente a uma garagem. O carro levou a miúda à frente, enfiou-se pela garagem adentro e o portão voltou a fechar, com o carro, 2 ocupantes e uma garota à frente do carro. Coisa tragicamente estúpida. A tudo isto o meu marido assistiu enquanto fumava na varanda. Impressionante!

    ResponderEliminar
  3. IG: Que horror!!!! um acidente absolutamente estúpido --- e agora??? - será que vai haver um julgamento JUSTO para esse condutor?; um dinamarquês RACISTA e extremista que em poucas horas ceifou a vida de "alguns" e devastou a vida de familias e amigos dos mesmos... e,claro, a perda da Amy - é certo que era uma morte anunciada a da Amy...gosto muito da voz dela e adorava o estilo dela!

    ResponderEliminar
  4. Epá desculpem-me lá, mas comparar aquela bêbada e drogada ao que aconteceu na Noruega ou ao acidente é um pouco puxado...

    Já diz o povo e bem: quem anda à chuva, molha-se.

    Não tenho pena nenhuma de gente que tem talento e desperdiça-o daquela maneira.

    Até me admira como ainda a contratavam depois dos inúmeros "espectáculos" que ela deu em palco, quase a cair para o lado (nalguns acho que caiu mesmo).

    Quanto à Noruega, podem bem esperar mais cenas daquelas por essa Europa fora nos próximos tempos. O meu verdadeiro medo vai ser quando pessoas que pensam como esse doido chegarem ao poder.

    E quanto aos doidos que conduzem da forma que toda a gente sabe e vê no dia-a-dia em Portugal, era acertar-lhes logo o passo no local dos crimes, que sempre se poupava em idas ao tribunal que não servem é para nada.

    ResponderEliminar
  5. AlterEgo, eu não comparei. Apenas listei três factos, que tiveram e estão a ter projecção mediática diferente. Um deles tocou-me mais do que os outros.
    Concordo contigo em relação à tua última afirmação. Espero que estejas errado quanto à penúltima e quanto ao que dizes da Amy...olha, tb não gostava do estilo de vida dela, nem do aspecto dela, gostava sim da voz e sabemos todos que vai deixar saudades...é mais uma mais idolatrada depois de morte do que em vida.

    ResponderEliminar
  6. Ahhhh mil perdões então!!!

    Também espero estar errado em relação ao futuro negro da Europa... Mas na verdade não acredito muito nisso.

    ResponderEliminar
  7. Já ando a dizer isso há muito...
    Bjinho

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.