domingo, 3 de abril de 2011

Não gosto, não gosto e não gosto!

Não acho piada nenhuma ao "facebook" e acredito que haja milhões como eu. E sim, tenho conta, senão não diria que não gosto.

E por falar nisso, ó gajo, ainda a propósito de "WTF" e "LOL" já serem consideradas palavras na verdadeira acepção do termo: vai uma aposta que um destes dias "facebook" fará parte dos dicionários de língua portuguesa?

1 comentário:

  1. Não me admirava nada, nem chocava particularmente: fb, googlar, etc.

    Do que estou ansiosamente à espera é da subversão total das regras gramaticais que permitam, legitima e gramaticalmente, soltar o trengo que há em mim e começar a disparar "hádes", "hádem", "quaisqueres" e aquela manobra esquisita que alguns fazem a explicar acções do género "Então eu levanti-o, visti-o e depois dou-lhe o biberão": Onde é que vão buscar o i?!

    Ah sim, fb tenho conta mas é só para conseguir controlar os namoros da minha irmã :-P

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.