terça-feira, 28 de novembro de 2006

E por falar em brejeirice...

Ofertas de certos seres solitários
Para ajudar em delicadas questões matrimoniais
Quando publicitadas pelos próprios
São sempre sensacionais.
Se a pessoas casadas são feitas
Há que as ter em consideração.
Se a pessoas solteiras são apresentadas
Não se deve dizer que não.
Não queremos bicho mole
Nem pérola abandonada.
Mas há sempre gente que fode
E faz uma grande borrada.
E depois destas singelas linhas
Para a cama eu vou descansar.
As palavras o vento as levou
E os meus actos em segredo vão ficar.

1 comentário:

  1. E deste modo o lobinho
    se sentiu muito sozinho

    Vai para casa,coitadinho
    sentar-se só, bebendo vinho.

    Bom dia meu docinho...

    PS- O meu último post é dedicado a ti.

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.