segunda-feira, 16 de abril de 2018

Fiquei mais descansada

Tendo em conta que não vi o vizinho do lado durante quase 2 semanas, a minha mente tortuosa começou a imaginar tudo e mais alguma coisa: falecimento inesperado, internamento hospitalar, emigração por motivos profissionais, mudança de casa, separação... e o diabo a quatro!
Ainda mais porque não o ouvia a falar através das (finas) paredes do prédio e ainda vi a mulher dele a passear a cadela (algo que era hábito dele, não dela), na semana passada, já noite adentro.

Hoje, cheguei a casa tarde e a más horas, e respirei de alívio. A pessoa em questão é daquele tipo a quem dizemos "bom dia / boa tarde" no elevador e com quem trocamos banalidades sobre o tempo ou a cadela. Mas tanto silêncio aqui ao lado estava a deixar-me não só curiosa mas preocupada.
Raio de mente! É o que dá ler tantos policiais de aldeia!

4 comentários:

  1. No meu caso, culpo a série Mentes Criminosas, "vejo" psicopatas em todo o lado ahaha

    ResponderEliminar
  2. Gasper, acredito que os meus gostos por certas séries televisivas tenham formatado a minha mente e direcionado certos pensamentos para uma desgraçada que nunca chegou a acontecer. Apeteceu-me bater à porta da vizinha e perguntar-lhe se o marido estava bem de saúde, mesmo correndo o risco de ela me dizer que ele tinha morrido durante os poucos dias que estive ausente daqui. :)

    ResponderEliminar
  3. Ufa! Fiquei mais descansada por saber que não estou sozinha nesta minha mania de ver desgraça em todo o lado ...
    Mas como eu costumo dizer, se pensar nas desgraças que podem acontecer, elas não me apanham desprevenida. Se acontecerem...😒

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.