segunda-feira, 15 de maio de 2017

Meados de Maio

... e nada! Não sei para onde vou, se vou, com quem vou! E a data aproxima-se e ..."ah, tenho que falar com a ______________ (nome de alguém)".
Dá-me cá uns nervos!

13 comentários:

  1. A mim dá-me nervos a expressão "meados de..."
    Enfim, cada maluco sua pancada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai Norberto! è uma expressão tão corriqueira! Como é que então tu expressas a ideia??

      Eliminar
    2. É, eu sei, mas pronto. Tenho uma colega que abomina a palavra "sequela". Todos teremos os nossos ódios pessoais até em coisas tão simples como palavras e expressões.
      Eu digo: a meio de Maio.

      Mas afinal vais ou ficas??

      Eliminar
    3. Norberto, eu espero ir. Mas quem tem que falar com "________(nome de alguém" ainda não falou nada. Deve estar à espera que algum santo faça rolhas no altar.

      Eliminar
    4. Sorte?? Eu não preciso de sorte, nesta situação. Preciso é que alguém se decida duma vez por todas a falar com outro alguém, a fim de eu saber se vamos todos juntos (7) ou se vamos só os 3. :)
      É que até parece que não falam todos os dias, em horário de expediente. Irra!

      Eliminar
    5. Não te podes chegar tu à frente e despachar o assunto? Isso ainda se transforma nesta história.

      "Existiam 4 Pessoas : Todos, Alguém, Qualquer um e Ninguém.

      Apareceu um trabalho muito importante para ser feito e Todos tinha certeza de que Alguém o faria. Qualquer Um poderia tê-lo feito, mas Ninguém o fez.

      Alguém se zangou porque era um trabalho de Todos.Todos pensou que Qualquer Um poderia fazê-lo, mas Ninguém imaginou que Todos deixasse de fazê-lo.

      No final, Todos culpou Alguém quando Ninguém fez o que Qualquer Um poderia ter feito!"

      Eliminar
  2. Norberto, é que é mesmo esse o filme! :)

    E sim, até poderia chegar-me à frente, mas é uma tarefa que habitualmente é tratada pela outra cabeça de casal. :) Que tem tratado bem do assunto; o que me irrita é que deixa esta questão em particular para muito tarde, muito em cima do acontecimento. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já fui meter pipocas a fazer para acompanhar este thriller.
      Forte candidato ao Óscar de Melhor Atriz Secundária. :)

      Eliminar
    2. Estragaste tudo com essa cena das pipocas, Norberto. É coisa que dispenso, principalmente com thrillers!

      Há muitos anos, tinha o nosso rapaz 6 ou 7 anos, atirou com um balde de pipocas ao ar em pleno cinema precisamente porque se assustou com uma das cenas desse filme infantil. A partir desse dia, eu própria desliguei-me das ditas cujas. Trauma!

      Eliminar
    3. Peço desculpa. Já vou em meados do pacote e prometo comer as restantes o mais depressa possível. :P
      O rapaz assustar-se com um filme infantil é engraçado. :)

      Eliminar
    4. Se eu não tivesse visto, não acreditaria que alguém se pudesse assustar com "O Panda do Kung-Fu, 1". :)

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.