segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Post em directo da santa terrinha

A verdade é que tenho vindo cá, este ano, menos frequentemente do que em anos anteriores. Olho para novas caras que não conheço, mas possivelmente têm pais que ainda conheço de outros tempos. Vejo edifícios modernos a serem construídos e lembro-me de pensar que gostaria de ter uma casa para habitação ali, precisamente ali. Constatamos que o nosso filhote, com 15 anos, é cliente do mesmo barbeiro (ou é cabeleireiro?) há 14 anos. A minha escola secundária não é já a minha escola, de tão diferente que está com a sua cara lavada. O sabor das couves daqui continua diferente, para melhor, das couves lá de cima. A casa da minha recentemente falecida Avó será brevemente vendida, após uma refeição de confraternização, a realizar lá, entre os restantes elementos da família. O horário de trabalho começa às 8 da manhã enquanto que lá em cima o rodopio de trânsito acontece em função das 9 horas.
E eu continuo emocionalmente dividida, sem saber muito bem se pertenço cá ou lá.

6 comentários:

  1. Eu nunca tenho dúvidas: sou toda de lá e não quero ser de cá!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria do Mundo, suponho que raramente te enganes. :P

      Eliminar
  2. Boa tarde. Sou uma especie de "Provedor de leitor de blogs" ou Ghost Buster" da blogosfera e procuro blogs que embora já falecidos e sem se terem dado conta disso continuam a arrastar-se pelos corredores da rede balbuciando ideias sem nexo... Caçar esta "almas perdidas" é minha missão pelo que numa primeira abordagem sugiro que siga o exemplo da sua amiga "A Chata" e abandone este limbo em que vegeta desde há alguns meses a esta parte...a reutilização não é solução. Vá antes pela via da "incineração"...
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, eu sugiro que clicke ali onde diz "next blog" e que vá apanhar gambozinos noutro lado qualquer. :)

      Eliminar
  3. Seremos sempre das origens...mesmo passando um pouco aquilo que sentistes!

    bom dia

    -____-

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Moonchild, não nego as minhas origens. Aliás, sei bem donde sou e de quem venho. Mas esta andar cá e lá há 2 décadas, quase metade da minha vida, é....cansativo. :)

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.