quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Indecisões literárias

Após a habitual troca de presentes natalícios, não consegui, durante algumas horas, decidir o livro a ler:
se um antigo que mora nas minhas estantes, duma inglesa chamada Susanna Clarke;

se um da italiana e sobejamente na moda Elena Ferrante (seria estreia absoluta com esta autora) oferecido pela minha tia-madrinha;

se um dum já velho conhecido português residente na Holanda que ofereceram ao meu pai.


Um beijinho e um abraço a quem adivinhar qual foi a escolha óbvia...

4 comentários:

  1. O 3! (Resposta gritado ao estilo do público do Concurso Preço Certo da RTP).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Certíssimo, Anónimo!
      Merece um beijinho e um abraço por ter sido o primeiro (e único, vá...) a acertar.
      Mas deixe perguntar-lhe: vê muita televisão, não vê? :)

      Eliminar
  2. O 2! (Fazendo de conta que ainda ninguém acertou)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. haha N! Boa tentativa :P

      Efectivamente folheei a prenda da tia-madrinha, mas o que li não me prendeu a atenção; achei a linguagem algo cruel, a espelhar revolta e loucura e desequilíbrio emocial q.b.; não sei se há algo de autobiográfico no dito cujo livro, mas não me parece que tão cedo pegue nele. :)

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.