terça-feira, 30 de agosto de 2016

Praias irlandesas

Tão ou mais bonitas do que algumas das nossas:
Nesta vi um senhor a chegar, com o cão atrelado à bicicleta, e ele a preparar-se, colocando uma touca branca, para dar umas braçadas. Chuviscava.


Nesta vimos 6 pessoas a andar de bicicleta em plena areia, bicicletas que foram depois transportadas à mão pelas dunas verdes acima. Não chovia.


Nesta, vê-se a paisagem de um almoço em pé. Do lado oposto, havia muitas vacas felizes.


Nesta, achei piada ao lugarejo construído entre arribas e o mar. Meeeddooooo! Há que aumentá-la para verem do que falo.

Claro que não há o nosso pôr-do-sol, mas ali não se pode ter tudo, n'é verdade?

9 comentários:

  1. Tão bonita a Costa Irlandesa

    ResponderEliminar
  2. Magníficas, Pseudo, com muita vontade de conhecer, é o que é. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vá, Ava, pensa nisso a sério para um destes anos. :)

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Be, e há mais, doutras paisagens. :)

      Eliminar
    2. Fico à espera :)

      Eliminar
  4. O mar não deve lá chegar, ou as casas já lá não estariam, certo?

    Enquanto os de lá pensam em vender tudo um dia e mudar-se para o Algarve, eu penso em vender tudo e mudar-me para um lugar assim :) Depois recordo-me do friorento que sou e passa-me a vontade, mas ainda há 3 anos olhei para casas dessas não muito longe, no País de Gales :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ness, não sei se esse teu raciocínio é lógico. Em Portugal, o mar e as águas de rios chegam a muitas casas, anualmente, e elas continuam a existir. Sabes que vivo, temporariamente, numa dessas cidades portuguesas onde o rio faz das suas, não sabes? :)

      Isso, de me mudar de armas e bagagens para outro país, não está nos meus pensamentos. :) Férias, sim. :)

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.