segunda-feira, 7 de março de 2016

Senti-me uma marioneta

Na semana passada tinha agendada uma série de exames médicos. Fi-los todos, sempre no mesmo sítio, mas tive que lá voltar no sábado de manhã, pois no dia anterior um dos meus órgãos internos não estava em condições para ser ecografado.
No sábado, e passados quase 30 minutos de espera, mandaram-me para uma sala-vestiário e disseram-me para desapertar as calças. Já deitada na maca e em conversa com a médica-examinadora e com a respectiva assistente chegámos à conclusão que eu estava na sala errada, com a médica errada a fazer o exame certo. E eu com as mãos nas calças, toca a mudar de sala, a dirigir-me para o andar imediatamente superior. Mortinha por fazer xixi! Feito o que eu fui ali fazer, toca a compor a indumentária e rapidamente me retiro daquele estabelecimento.
Passados minutos, estando no carro e em viagem, recebo telefonema para lá regressar, pois não me tinham devolvido os exames anteriores, que eu levei a pedido delas. E lá fui eu, tipo joguete, levantar o que aquela malta deveria ter-me enviado por correio ou como muito bem entendessem! Haja paciência para ser manobrada por cordelinhos!

(Se bem me conheço, agora vou demorar meio ano ou mais a ir mostrar esta catrefada de exames e resultados à médica de família. Tão certo como eu me chamar Pseudo!)

2 comentários:

  1. Não seja como eles. Leve lá isso ao doutor, Pseudo.:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Impontual! (Já nos conhecemos antes, já? :))

      Eu levo, levo. Posso é levar mais tempo do que o aconselhável. :)

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.