quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Inquérito - II

Pergunto, citando o Ness:
Ser elegante "implica poder gastar vários salários de uma só vez"?
Eu discordo totalmente do que o rapaz afirmou ali em baixo e não me refiro a atitudes, somente ao aspecto exterior enfeitado com roupas e acessórios.
Opinem, se faz favor.

(Off topic: Susana, o teu último comentário merece mais atenção e palavras. A seu tempo.)

4 comentários:

  1. Ser elegante implica atitude, sobriedade e (bom)gosto. E para tal não é necessário despender muito dinheiro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Plenamente de acordo, Ava. E acrescento mais: não é necessário usar marcas e/ou grandes marcas para se ser elegante. E acho mesmo que as pessoas gordas e feias conseguem ser elegantes.

      Eliminar
    2. Concordo. Não são as marcas que ditam a elegância mas sim a pessoa. Como tal, subscrevo também a segunda parte da tua resposta.:)

      Eliminar
  2. Tal como a Ava diz, não creio que se possa dissociar a atitude das roupas e acessórios. Dito isto, talvez se possa depois passar para a questão dos salários. Claro que é possível ser elegante sem recurso a marcas, até porque todas as marcas são pequenas antes de serem grandes e o seu processo de crescimento passa pela promoção através de quem as reconhece como tendo capacidade para se imporem. Agora parece-me inquestionável que o bom gosto e bom aspeto está ligado à elegância e que o que apresenta essas caraterísticas custa mais dinheiro, mais cedo ou mais tarde.

    Claro que depois passamos a outra questão que é saber se toda a gente que tem dinheiro para gastar em marcas caras é elegante. E lá voltamos à atitude :)

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.