terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Ando com problemas de audição. O meu pai chama-lhe "audição selectiva"

Estava eu ao telefone com uma mãe-encarregada de educação que deveria ter ido visitar-me na sexta-feira passada. Conversa p'ráqui, conversa p'rácola, o mau tempo e a miúda pequenita, breu breu breu pardais ao ninho e, quase no fim,  eu despeço-me com um "Até sexta, então", a referir-me à próxima sexta-feira. E a senhora, que eu não conheço, que não me conhece, e nunca nos vimos mais gordas, despede-se com um "desculpa lá, até sexta". Fiquei a olhar para o telefone, à espera que ele me confirmasse se eu tinha ouvido bem.

4 comentários:

  1. Isto agora é tu cá tu lá e quando assim não é, você isto e você aquilo. De um ao outro tratamento, venha o diabo e escolha. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ava, raras vezes, mas acontece-me, lá deixo descair um "tu" e uma forma verbal errada em situações que requerem alguma distância e formalidade. Mas corrijo sempre. Duvido que esta mãe-EE tenha dado conta do tratamento. Sexta-feira, se o tempo o permitir, terei oportunidade de a conhecer pessoalmente. :)

      Eliminar
  2. Não te ficas sem resposta minha menina! Então pega esta:Na última reunião de escola (entrega de notas) a que fui assistir a DT quando interpelada por mim responde (senta-te senão cais): "Ouça lá..." o resto não ouvi...lá está, audição seletiva... retorqui "mas espere um segundo...eu por acaso andei consigo nas escola?!"...peguei nas tralhas e saí...até hoje, ainda não senti vontade de voltar a reunião nenhuma e é por amor à minha mais nova, não quero prejudicar a miúda, caso contrário tinha umas coisas para ensinar àquela senhora...enfim há de tudo como na farmácia:)quer no que toca a pais, como a professores:)

    Jinhoooooossssssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente, um "oiça lá" não é nada correcto, em nenhuma circunstância. A boa educação fica bem em todo o lado; esta mãe em particular, que conhecerei pessoalmente daqui a 2 dias, não deve ter muita formação e aquilo saiu-lhe naturalmente; se calhar faz parte do discurso normal dela com outras pessoas. Mas a mim caiu-me mal. E sim, há de tudo: ainda ontem, na sala dos profs, ouvi um certo técnico a vociferar com uma máquina e mandou ali umas caralhadas à minhota bem altas. Confesso que não esperava tal da pessoa em questão. :)

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.