domingo, 29 de novembro de 2015

Domingo de manhã

Depois de algumas horas exageradas em posição horizontal, intercalando actividades de natureza variada, acorda-se com um sol resplandecente, luminoso, que aquece não só o quarto, a cama mas também a alma.
Cada vez mais gosto deste canto, onde o ritmo do dia-a-dia é lento, onde os barulhos citadinos quase não chegam. E a cidade tão perto, ali ao lado. Ontem demorei 8 minutos a regressar a casa, desde o local onde apanhei o autocarro, pois fiz questão de o apanhar em vez de telefonar ao meu condutor pessoal, até ao ponto de saída, a menos de 500 metros de casa. Tão boa, a tarde!

5 comentários:

Dora disse...

Tinham dito que hoje ia estar um frio de rachar, mas não acho e a noite ontem também não estava fria.
Mudaste de casa?

Pseudo disse...

Dora, mudámos em Setembro para aqui. Está-se tão bem! :)

Dora disse...

Como cheguei aqui há uma semana, não sei. Mudaste de cidade também?

Dora disse...

Se quiseres colocar aqui um post que explique tudo, ou que tenhas feito, assim vou lá, leio e fico a par de tudo. Ehehehe!

Pseudo disse...

Dora, moro em Braga há mais de 17 anos, apenas mudei / mudámos de casa (e de rádio no carro, vá...:P). Não quero colocar mais posts sobre o assunto, mas sugiro que leias a partir de 31 de Agosto em diante. :)