terça-feira, 30 de junho de 2015

À experiência

Não sei definir o que sinto.
Se por um lado tenho algum (note-se o quantitativo indefinido revelador de incerteza) desejo de levar este projecto avante, de saber se consigo superar o meu comodismo diário, que afinal será somente semanal, por outro lado vejo-me a encontrar desculpas mentais para não assumir o compromisso: " E como será no Inverno?", "E se naquele dia não me apetecer?", "E se tiver um acidente, quem me paga a reparação da viatura?", "E se....". Para já são mais os "ses" do que as certezas.
Contudo, a ficha de inscrição está preenchida e garantida a minha presença na próxima semana. Com viatura própria. A ver por quanto tempo...

7 comentários:

  1. Vais e experimentas. Pelo menos não ficas a pensar no "e se eu tivesse tentado?".

    Dá-lhe, Pseudo!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já fui e experimentei, agri. P'rá semana há mais. :)

      Eliminar
  2. Tu não me dês mais preocupações caralho...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mano, eu sou a pessoa que menos prócupações de tá, tá bem? (àxessãom daquele assunto da pila, claro...)

      Eliminar
    2. Não te prócupes com a troca de consoantes, ok?

      Eliminar
  3. Vais vender Herbalife ?

    ResponderEliminar
  4. Anónimo, nem sei o que isso é...

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.