domingo, 24 de maio de 2015

A Igreja do porco

Em plena Braga Romana 2015, um diálogo ouvido em frente a um dos ícones religiosos da cidade deixou transparecer o nome novo que desconhecidos visitantes na cidade deram àquela igreja. Somente porque, entre milhares de momentos animados durante os 4 dias que hoje terminam, precisamente em frente à entrada principal daquele local, assava-se porco no espeto, temperado com ramagem de folhas de eucalipto, e as duas pessoas não sabiam o nome da Sé de Braga. 
A repetir, mais uma vez...


2 comentários:

  1. Mmmmmm...não terá nada a ver com o Conego Melo???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo , o que é que tem a ver com o Cónego Melo? Não percebi mesmo...

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.